Uncategorized
1 Comment

Mudanças de fundo. Ou nem por isso.

Bisca dos nove

Alertado por uma imensidão de fãs, ameaçado por uma legião de “bisqueiros” incoformados com o erro monumental que dera durante a criação do blog, alterei definitivamente o nome deste. Mais, alterei inclusive o domínio (R \{0} ok, ok foi uma piada de geek, mas pronto…).

Assim, doravante, este não será mais o “Bisca de nove” mas sim o “Bisca dos nove”.

E para ajudar a esclarecer os mais confusos na arte de bem biscar, aqui fica tudo o que precisam de saber:

Jogo para duas pessoas, com baralho comum de 52 cartas. Embora haja muitas variedades deste jogo, uma das mais interessantes e das mais jogadas é a Bisca dos Nove, obrigada a trunfo.

Distribuição

Quem tirar a carta alta, por sorteio, distribuirá as cartas, que devem ser embaralhadas e dadas a cortar.
O distribuidor dará nove cartas ao adversário e nove a si mesmo, de três em três, alternadamente.
A 19a carta é aberta para a mesa e indicará o trunfo. Ao lado do trunfo será colocado o baralho com a face para baixo.

Valores das cartas

Às

11 pontos

Manilha (10)

10 pontos

Rei

4 pontos

Valete

3 pontos

Dama

2 pontos


O parceiro é obrigado a trunfo e a cobri-lo, sempre que puder. Não é, porém, obrigado a servir naipe.

O Jogo

Quem fizer a primeira vaza comprará no baralho uma carta e, depois dele, o outro fará o mesmo. Continuarão a comprar, cada um a sua carta, até o fim. A partida vai até 60 pontos.

Capote

Leva o capote quem fizer menos de 30 pontos. Quem fizer 30 pontos justos leva “rolha”. Se ambos os jogadores fazem 60 pontos, o jogo empata. Cada partida consta de quatro jogos.

Irregularidades

Se durante a distribuição alguma carta for exposta, haverá nova distribuição. Se o distribuidor mostrar uma carta propositadamente, perderá a mão.

Fonte: BISCA

Uncategorized
0 Comments

O meu primeiro estímulo :)

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

Eu queria mandar um mail ao AC que escreve o Malaposta, mas não o encontro o link para tal…
Não é que ando eu perdido em cliques pelos inúmeros links que tenho ali do lado direito deste blog, e ao ler o Malaposta deparo com um post em que falam do “bisca dos nove”?
Fiquei horrorizado, assustado, excitado e mais alguma coisa.
O AC (que a única coisa que consigo descobrir é que é de Vila Nova de Gaia (aqui tão perto), e que, a julgar pelo Lumenia do seu filho, o “C” em “AC” é de Castro) achou piada ao meu texto sobre a escrita para passar o tempo, e decidiu dar-me um estímulo extra ao passar em revista dois dos meus parágrafos no seu blog.

“Acusou-me” de ser “jovem, tímido e generoso”. Eu confesso, não sei bem o que pensar. Por um lado gosto de pensar em mim como jovem (24 anos não são nada), mas terá a minha escrita dado a entender que serei apenas mais um bloguista sem tino nem rumo, com uma crise de primeira-idade latente e a necessitar de ajuda externa? Serei eu apenas mais um “cachopo” num corpo de 24 anos (com toda a barriguinha que isso já começa a acarretar)?

Tímido? Não sei… Curiosamente nunca parei para pensar se seria tímido ou não…

Generoso? Não… aqui sei que não sou. Sou egoísta. Sei que o sou, admito-o e não faço intenções de partilhar esta minha faceta com mais ninguém. Mas sim, sou generoso no facto de saber que a minha escrita é má, o meu português não ser mais que um aglomerado de ideias enferrujadas e mesmo assim partilhar convosco o que escrevo ás 7 e meia da tarde, no fim de um dia de trabalho com o planetário portátil do CAUP numa escola da foz do Porto (hoje calhou-me a fava) e com uma directa em cima (ver post mais abaixo)…

Ainda bem que cliquei no Malaposta. Se assim não fosse não teria sabido que já há gente a ler este blog, e não teria descoberto isto.

Estímulos ao AC não preciso, obviamente, de dar. O seu blog fala por sí e não é por acaso que ao copiar a minha lista de bookmarks do firefox para os links aqui do lado se reservou um espaço para o Malaposta.

O meu sincero obrigado AC!

EDIT:
Afinal o link para o mail do AC está lá, bem visível na página.
Como nunca tinha tido necessidade de o procurar nunca tinha reparado nele, e como agora estava à procura não o achava… é a Lei de Murphy no seu melhor… ou isso ou estou com tamanha carga de sono que já não digo/escrevo coisa com coisa…
Ah, e no mail está bem explícito que o “C” de “AC” é de Castro.

Uncategorized
0 Comments

Insónias

Image Hosted by ImageShack.us

Se um dia me pedirem para escrever um livro sobre um qualquer tema, esse tema será certamente:
“Como passar 7 horas ás voltas na cama sem conseguir pregar olho.”
Temo que esteja a ficar um verdadeiro especialista no assunto porque já não é a primeira, nem a segunda, nem a décima vez… já perdi as contas ás noites em branco e ás directas forçadas…

Um dia destes sou gajo de perder a cabeça e começar a preocupar-me à séria com isto.
Ou então compro um livro com os discursos do Sampaio.