Já conhecia este site há algum tempo, mas nunca me tinha lembrado de falar dele aqui… até que o João Barros (velho companheiro de lutas contra a caneca na Casa Melo) me deu o “toque” por mail para eu dar a conhecer este site a quem lê o blog e ainda não o conhece.

O World Jump Day é um site muito especial. Lá nasceu uma teoria que tem tanto de ridícula como de divertida (até porque a intenção é mesmo divertir com uma teoria estúpida).

Assim, ficamos todos a saber que no dia 23 de Junho de 2004, uma equipa de cientistas Alemães provou por A+B que se um número suficiente de pessoas combinar um salto colectivo , a força resultante será capaz de desviar a órbita da Terra o suficiente para resolver o problema do aquecimento global.

Ora bem, eu acho que até era capaz de resolver mais coisas: a fome nos países de terceiro mundo, as doenças venéreas, as dores de costas, o problema da extinção dos macacos sengaleses de nariz quadrado… Porquê? Porque esse grupo de respeitosos cientistas encabeçados pelo Dr. Hans Peter Niesward crê cegamente que a força exercida no centro de gravidade pelo salto colectivo desviaria a Terra para a órbita ideal (ligeiramente mais afastada do sol do que a actual)… Claro que um pequeno desvio da órbita terrestre implicaria imediatamente a extinção de toda a vida no planeta, e daí a resolução para os problemas que apresento uma linhas acima, mas como diria a Manuela Moura Guedes : “Isso agora não interessa para nada” .

Mas bem lá no fundo, acho que eles até terão a sua razão (ou não)… não há nada como experimentar, certo?
Então, segundo o que me é indicado no site, em Portugal o salto colectivo deverá ser dado no dia 20 de Julho de 2006, ás 11h:39m:13s.

Lá (no site), podem encontrar inclusivé as instruções acerca do local onde se deve realizar o salto, e até podem faer parte da mailing list que trará todas as novidades técnicas que vão sendo reveladas acerca deste evento à escala global!

São precisos 600.000.000 “saltões”. Já lá estão inscritos cerca de 180.000.000, um dos quais…eu!

Eu vou saltar (ou não), e vocês?

There are currently no comments.