Medo… tenho muito medo!

De não aguentar as duas noites que faltam das Sebastianas. O diabo desceu à terra e está a manifestar-se sob a forma de foliões que não param um segundo durante 4 noites seguidas… (quatro que é como quem diz… é que à conta do Carlos, logo na quarta feira passada já andava eu “em estágio”)

Para ver se não me esqueço das barbaridades que vão sendo ditas por estes dias (e são muitas), é melhor ir apontando… quem se for lembrando de mais que me avise para eu deixar aqui.

Momento fabuloso do Mendonça e do Miguel:

Eu: “- Então, vão à rave do “Cepsa”?”
Mendonça: “- Até curtia, mas tou cansado…”
Miguel: “- Também eu… acho que vamos é para casa”…

Meia hora depois (por volta das 7 da manhã), estou eu na dita festa e vejo-os a entrar por lá dentro…

Eu: “- Então afinal vieram?”
Mendonça: “- Chegamos a casa do Miguel, olhamos para as bicicletas e dissemos: Vamos encher os pneus e vamos à festa?”

Mas quem é que no seu pleno juízo vai encher pneus de bicicletas ás 7 da manhã para ir a raves???

Outro momento alto da noite:

Vanessa “- Sabias que este gajo vai ser astrólogo?”
Eu: “- Astrólogo??? É astrónomo…”
Tiago: “- Vais ser astrófago???”

Momento Marquêz:

Eduardo “Marquêz“: “-Ui!! Tens um relógio de fivela castanha?? Não sabias que quem tem relógios de fivela castanha é parolo??? Não sabias?”

Mas sinceramente não me lembro de ver nada assim… 4 da manhã e é ver o Garden’s (bar) completamente cheio (lá dentro e lá fora) de gente a saltar enquanto eu, o Felgas ou o João passamos Vitalic, Chicks on Speed, Vive la Fête, Miss Kitten, Ficherspooner, Adult, New Order, Laurent Garnier entre alguns momentos preenchidos com Leonel Nunes, Toy, Gunther etc.

Ah, Martinho da Vila é um senhor!!

E agora, se me permitem, está na hora de rumar lá cima ao centro, ver Quadrilha (deste concerto não perco um segundo) e passar mais uma noite de medo… muito medo! :)

There are currently no comments.