Fartinho de esperar que a via rápida que ligará Freamunde a Alfena (ao nó que dá ligação com a A3) esteja concluída (é para este mês, rezo eu que sou ateu), e fartinho de passar uma hora na recta de alfena parado no trânsito, decidi ontem com o meu colega das viagens para o Porto (o Pedro Hélder, Ph para os amigos) perder a cabeça e não fazer o caminho do costume…

– Eh pá, já viste bem a fila que já está aqui (a um quilómetro da saída para Maia/Ermesinde, dentro da A3)? Eu tenho a cena da Via Verde na carrinha… e se um gajo perdesse a cabeça e saísse só em Santo Tirso? São mais uns 10 kms mas compensa.. ‘tar parado uma hora ali em baixo não ’tá com nada…
– Também acho que sim… a esta hora ainda ter este trânsito todo… isto não anda… Vamos em frente.
– Deixa-me só mandar a mensagem à Vanessa a saber se ela vem atrás de nós ou se se mete por Alfena na mesma…

5 minutos depois:

– Isto é que foi uma ideia de categoria…. sem trânsito nenhum… que espectáculo… ela é que vai ficar lá parada praí uma hora… desgraçada…
– Yep, assim vale a pena…

5 minutos depois:

– Já tamos na saída… ó Ph, sabes como é que é agora?
– Não, mas deve ter placas.



– “Trânsito local” ou “Santo Tirso”? Cheira-me que seja nesta de trânsito local… para ir por Monte Córdova não é preciso ir a Santo Tirso, pois não?
– Pá, acho que não… deve ser por aqui.


– Foda-se… que raio de caminho de cabras…


– Lá monte isto é… não sei é se é o Cordova…


– Foda-se! Que antenas são estas? Isto é o Pilar??


10 kms depois:


– Olha, luzes de casas!
– Aleluia!!
– Olha, um cartaz do PS! Vê lá o que diz!
– TROFA??? TROFA??? FODA-SE!!
– Ai… onde é que a gente está?


2 minutos depois:

– Pá, vou dar a volta e fazer o caminho de volta pelo monte e vamos antes ter a Santo Tirso que eu não faço ideia de onde estamos.
– É, também acho melhor… daqui a pouco estamos em Espanha…


15 minutos depois:


– Pronto, ’tá aqui a placa de Santo Tirso… e agora?
– Não sei… vamos por aqui…


5 minutos depois:


– Foda-se, mas esta gente não sabe o que são placas a dizer onde estamos?

– Olha, ‘tamos em Santo Tirso… e agora?
– Se acharmos o restaurante Tirsense já me safo… ó Ph, pergunta aí ao puto…
(paro o carro)
– Viva, sabes dizer-me como é que seguimos para Paços ou Freamunde?
– Não.
– Hmmm… e sabes onde é o Tirsense?
– Ah, ya, segue aqui pela direita e em frente à casa das sandes viras para cima… segues sempre e é lá.
– Oh pá, obrigadinho! Nem sabes o jeito que isso nos dá!!! Obrigado!!


5 minutos depois:

– Ó Ph, ela já me mandou uma mensagem a dizer que já chegou… é melhor nem lhe contar nada ou levamos gozo por um mês…
– É mesmo melhor…


3 minutos depois.
– Olha lá, não foi aqui que paramos para perguntar ao puto? Ai que caral…
– Ohhhhh…. perdemo-nos aqui? Oh que caral…
– Pergunta aí aos cotas…

– Olhe, boa noite, para Paços?
– É assim, para simplificar. ‘Tá a ver ali o semáforo? Vire à direita. Depois segue até achar o Millenium. Depois procure….
O segundo homem interrompe:
– Ó pá, assim é pior… Façam assim: em frente, primeira rotunda à direita, segunda rotunda á direita e seguir a placa que diz “Sr.ª da Assunção”.
– Obrigadíssimo!! Boa noite…

Primeira rotunda à direita.
Segunda rotunda à direita.
Placa “Paços de Ferreira / Sr.ª da Assunção”.

– Ó Paulo, será aqui?
– Não pá, isso parece caminho de cabras… Esta placa deve ser para o cruzamento aqui á frente (nem 20m à frente).
– Pois, deve ser.


5 minutos depois.
– Foda-se, mas não há placas nesta merda?
– Que raio de terra!
– Nós já não passamos aqui?
– Já… caral…


– Olha, Santo Tirso, volta a meter aqui e voltamos a tentar…
– Pois…


5 minutos depois:
– Agora meto na placa do caminho de cabras…


5 minutos depois:
– EHHH, MONTE CÓRDOVA!!! O Sr. Miguel (um restaurante conhecido da malta) é ali á frente! Até que enfim!

10 minutos depois:
– Chegamos… ‘tava a ver que nunca mais… Não contes isto a ninguém pá, até parece mal…
– Claro!

Como transformar uma viagem de 1 hora e 32 kms em 2 horas e meia e 87 kms…

There are currently no comments.