Lisboa: Sócrates e Coelho tiveram medo de apostar em Ferro e não disseram que não aos avanços de Carrilho. Resultado: correu mal. Carmona limitou-se a não fazer asneiras na campanha e goleou… Curiosamente, é a CDU que tem maior número de câmaras na área metropolitana de Lisboa. Conclusão: A esquerda não está mal, a arrogância política com que o PS se apresentou nestas autárquicas é que não está bem…

Custou muito caro acreditar na onda rosa. Dentro do PS existia nitidamente a noção de que o país ainda vivia naquela fase de núpcias pós-maioria absoluta… nada mais falso. Recusar negociar coligações com a CDU custou caro, muito caro. Jorge Coelho deve andar a fazer contas à vida…

Porto: O PS não quis aprender com a história de há 4 anos atrás… resultado: foi goleado.

Rui Rio festejou com na sua sede, com os seus eleitores, com a música “Ninguém pára o Rui Rio, ninguém pára o Rui Rio, ninguém pára o Rui Rio allez oh…”. Digo eu que era escusado pegar na música que está associada a um clube rival do FCP… mas isto sou só eu a dizer assim por dizer…

Resto do país: mais do mesmo…

Coisas giras:
Ser ladrão, ter sacos azuis, ser corrupto, etc, ainda é a melhor forma de ter maiorias… Perguntem à Fatinha, ao Valentão ou ao Isaltino…

Coitadinho do Torres…. foi a comunicação social… ahahaha.

João Soares, depois de perder Lisboa perde Sintra. Tal como câmaras, também vergonha na cara é coisa que ele não consegue ganhar…
Deve ser coisa de família… digo eu, assim por dizer.

There are currently no comments.