Merecem um post inteiro só para eles.
Há algum tempo que ando a tentar convencer um amigo meu (João Barros) de Pombal a dar uns toques aqui no blog. O moço tem jeito para a escrita, tem a sua piada e conhece mais música pimba que eu.
Era o tipo ideal para dar aqui uns toques.
Invariavelmente ele diz que “não tenho muito tempo… não sou gajo de grandes escritas… prefiro ficar pelos comentários… a minha mulher bate-me… o gato não deixa… o periquito não toma banho há 3 semanas” .
Hoje fez um comentário acerca do Adriaanse que merece um post inteiro. Diz ele:

Agora umas para o livro.
Se o campo for um lamaçal, os jogadores a pôr são os mais tecnicistas e leves que tiveres. Diegos, Quaresmas, etc porque eles dão-se bem e podem resolver. Jogadores possantes e com pulmão, não senhor.

Escolhe um central sem qualidade de passe (Pepe) e diz-lhe para ele fazer, constantemente, passes longos por cima dos médios que por coincidência têm grande nível técnico e podem bem vê-las passar por cima. Em alternativa não repreendas as arrancadas em “drible” que ele faz. Não lhe dês instruções e permite-lhe que esteja fora do lugar, no espaço do outro central, a fazer assistências para os adversários.
Se precisas de um extremo, mete um pseudo numero 10/ 2º avançado/não sei ao certo a posição dele (Jorginho) em vez de um de raiz que até se desembaraça bem (Alan). Se ele estiver fora de forma melhor.

Se estás a ganhar e a jogar bem (Inter-Porto, Porto-Rangers), recua a equipa quando ainda faltar mais de uma hora de jogo. Se tiveres um central que seja um dos piores da Liga (B. Alves), sem noção de ocupação de espaços nem de posicionamento numa defesa e que por si só consegue desequilibrá-la (Porto-Rangers) mete-o também. Quando sofreres golos não te esqueças de culpar um dos jogadores (Meireles no Inter-Porto) e de terminar dizendo que ninguém joga tão bem como a tua equipa. Se puderes, refere que a equipa é jovem e inexperiente, mas dá folgas com fartura e não faças nada para mudar isso.
Afasta o jogador com mais peso na equipa e que de preferência seja alguém que sente verdadeiramente o clube (J. Costa). Se for possível usa os piores centrais como dupla (R. Costa/B. Alves).

Para terminar e em inglês porque nunca se sabe quem lê isto:
Always look over your shoulder because you never know when a fed up supporter is going to be waiting for you outside the training center to punch you in the face.

O homem trouxe nova disciplina à equipa e ensinou o Quaresma a defender. Parecia que tinha qualidade para ir mais longe mas não tem. Tudo o que ele podia dar ao clube foi dado e com aquela teimosia e burrice não vejo hipóteses de melhorar.
Adriaanse, obrigado e adeus.

Sem querer fazer de advogado do diabo quero só deixar aqui uma nota: o Adriaanse já disse que houve uma má interpretação dos seus comentários acerca do Meireles depois do jogo de Milão. Segundo ele, o que foi dito foi que o Raúl Meireles “slipped on the line” (no segundo golo) e que os jornalistas perceberam que o Raúl Meireles “was sleeping on the line”.
Uma questão de interpretação do inglês… se ele fosse tão bom a montar a equipa como é a desmentir o que diz, era óptimo!

Comments ( 2 )

  1. ReplyAnonymous
    Keep up the good work
    » »
  2. ReplyAnonymous
    Keep up the good work
    » »