Confesso que não acompanhei com a atenção com que devia o debate de ontem entre Alegre e Cavaco, mas apanhei 30 segundos hilariantes daquele que diz ser um candidato independente (aquele que se envergonha do seu próprio partido)…

Disse ele:
“Eu quero ser uma força de desbloqueio, para desbloquear…”

Oh diabo, querem ver que o homem quer reinventar as funções do cargo que provavelmente vai ocupar a partir do próximo ano?
Querem ver que ele ainda não descobriu que o cargo de presidente da república não lhe permite tais veleidades? Querem ver que o homem não tem noção que os poderes atribuídos a um presidente da república não lhe permitem afirmar tal coisa sem caír no ridículo da demagogia barata?
Ou querem ver que afinal não é só o outro que acusa o peso da idade e este também já tem problemas de memória? É que em 1992, quando Soares vetou (ou enviou ao Tribunal Constitucional legislação sensível – e.g. Lei dos Disponíveis) em Junho desse ano, o próprio Cavaco e o seu governo acusaram o Presidente da República de estar num cargo que não era mais do que “um bloqueio de poder”…

Há gente com memória curta… o pai do défice, o homem responsável pela morte precoce da regionalização, o homem dos aumentos desenfreados e desmedidos à função pública (e das suas regalias) durante os 10 anos de cavaquismo, o homem que em 1981 covardemente recusou fazer parte do governo de Balsemão, o homem que lançou o caos no sistema de ensino português com as suas reformas quasi-anuais, o homem dos tabús que deixou o seu próprio partido á deriva depois de apoiar a liderança de Fernando Nogueira (o que eu me ri com isso) é agora aclamado (provavelmente com maioria absoluta) como o homem que pode ajudar a meter isto nos eixos.

Cada povo tem o que merece. Se os portugueses querem este presidente da república, é porque o merecem.

E antes que me acusem disto e daquilo: Eu não voto Mário.

Comment ( 1 )

  1. ReplyAnonymous
    as Caricaturas de famosos mais hilariantes