Li esta “quotation” agora mesmo, num fórum que frequento:
Most people think life sucks, and then you die. Not me. I beg to differ. I think life sucks, then you get cancer, then your dog dies, your wife leaves you, the cancer goes into remission, you get a new dog, you get remarried, you owe ten million dollars in medical bills but you work hard for thirty-five years and you pay it back and then — one day — you have a massive stroke, your whole right side is paralyzed, you have to limp along the streets and speak out of the left side of your mouth and drool but you go into rehabilitation and regain the power to walk and the power to talk and then — one day — you step off a curb at Sixty-seventh Street, and BANG you get hit by a city bus and then you die. Maybe.

Denis Leary

Digam-me o que disserem… que é mórbido, de mau gosto, estúpido, etc, é uma das coisas mais espectaculares que li nos últimos tempos.

Comments ( 2 )

  1. ReplyJCBarros
    Eu digo que já tinha lido excertos deste texto. E digo que é excelente.
  2. Replya.castro
    Poderá ser mórbido, abrupto e violento para algumas (ou muitas...) passoas. Mas quantos bons livros (ou até filmes, mas estes ficam sempre aquém dos livros) também o "são"?... Estou quase a terminar a leitura da morte, perdão, de As Intermitências da Morte, a recente ficção de José Saramago - e compreendo que suscite críticas de alguns (incluindo Pinto da Costa - lendo o livro não admira...), como também suscitaram polémica outras obras do único Nobel da literatura português.
    Nota não relacionada: desapareceram os caracteres esquisitos, tudo ok!
    Abraço