Já não é recente (início de Outono de 2005) e tem uma legião de fãs devotos. Já cá estiveram na casa da música do Porto para um concerto que teve boas críticas.

E já tenho este álbum desde que ele saíu mas só agora consegui estar realmente atento à sonoridade e aos pormenores que cada música tem.

Animal Collective – FeelsEsta é a review (parte dela) do Pitchfork (que deu 9.0 em 10 ao álbum) :

With each new album it becomes clearer that Animal Collective will not stay still. You can see them on tour and get a preview of the album to come in their live show, but aside from that, it’s difficult to tell which direction their music will go next. If you’d heard Spirit They’re Gone or Danse Manatee you could possibly have predicted the more difficult and abstract direction of Here Comes the Indian but you wouldn’t have guessed they’d make something like Campfire Songs around the same time; if you’d heard the latter you’d might hazard a guess about Sung Tongs but Feels wouldn’t necessarily strike you as the work of the same band.

I hear the ghosts of 1950s artists like Buddy Holly inside more straightforward pop songs “Grass” and “The Purple Bottle”. On “Grass”, the reverb on Avey Tare’s voice adds a hiccup to every syllable and the guitar is processed to sound at times like the rollicking boogie-woogie piano rhythm. Of course, 50 years ago no one would have made a chorus out of loud, clipped screams synchronized to bashed drums (well, maybe Jerry Lee Lewis), and the conversational vocal harmony breakdown of “The Purple Bottle” jumps ahead a decade to a highly psychedelicized Beach Boys. Such moments are why the adolescent unpredictability of Animal Collective is such an asset– they’re able to tap into the narrative of Western pop while making it their own.

As “Grass”, “Banshee beat” e “Turn into something” merecem destaque.

Comments ( 5 )

  1. Replytino_de_rans
    Não lhes consigo achar piada...como diz o Xabregas (é Deus) são HYPE!!
  2. ReplyPaulo
    Lol, o Xabregas é dos maiores fãs de Animal Collective que conheço. Esteve no concerto deles na casa da música.

    Ele diz hype a tudo o que mexe... :lol:
  3. ReplyPaulo
    " :lol: ". Às vezes esqueço-me que aqui não há os smilies do fórum... :jasus:
  4. ReplyRicardo
    Custam a entrar, mas são muito bons...
  5. ReplyPaulo
    É exactamente isso Ricardo! Não consegui encontrar nada na primeira audição do álbum que me apelasse ou fizesse querer voltar a ouvir de seguida. Também não foi preciso forçar... bastou dar tempo ao tempo e ir ouvindo de vez em quando uma música ou outra para que quando desse por ela já estivesse viciado no som deles.