Nunca é demais recordar um génio.

Ian Curtis era um.

Muito menos quando se faz uma pausa no estudo, com uma vontade enorme de ouvir alguma coisa que me traga paz de alma, nem que seja por dois ou três minutos.

25 anos depois:

Joy Division – Love will tear us apart

Powered by Castpost

Comments ( 2 )

  1. ReplyMarquêz
    sem duvida a minha banda nº1 neste momento... Ian era um génio concerteza... e já agora, vai aprender a jogar futebol!
  2. ReplyPaulo Costa
    Ahah... para ti só te digo umas palavrinhas simples: "atrás do meio campo".
    Pode ser que se te despertem memórias dum certo golo no último sábado. :D

    Campo de Figueiras power \o/