Uncategorized

IRS vs FPF

Quem é que alinha em não pagar o IRS no fim do ano no caso do ministro ainda reconsiderar a nega dada à FPF para que os coitadinhos dos jogadores da selecção não paguem impostos sobre os prémios de jogo recebidos pela presença no mundial, em forma de protesto?

E é só a mim que me enoja saber que gajos que ganham aos milhares (alguns è mesmo à escala de largas dezenas de milhares) de contos por mês ainda tenham quem vá pedir ao governo para que não paguem impostos porque, coitadinhos, lá fizeram o esforço de se ir promover num mundial?
A família dos jogadores passa assim tanta fome? É pá, que peninha que eu tenho deles…

Eu garanto: se o ministro voltar atrás (e tenho esperança que não o faça, porque até agora tenho defendido o trabalho dele porque me agrada o rumo tomado) eu não pago nem um tostão de impostos. E se me perguntarem a razão eu digo que é por prestar grandes feitos ao serviço da nação. E se me perguntarem que feitos são esses, eu digo que só o facto de não ter andado feito carneiro na mania da bandeira presa na janela do carro já ajudou e muito a melhorar a imagem de portugal perante a estrangeirada que cá está de férias.
Fui amigo do Portugal, não andei a provocar dores de cabeça à custa da poluição visual de que os carros tuning com as bandeirinhas eram o expoente máximo, não parei a minha vidinha só porque estavam a dar uns jogos de futebol, não faltei a exames ou trabalho por causa do mundial. Só isso devia dar direito a que não tivesse de pagar impostos e a uma cerimónia pomposa onde fosse agraciado com honras de estado pela Grã-Cruz da Ordem de Cristo (se a Leonor Pinhão é agraciada com a Ordem de Mérito, não vejo porque não posso eu ter a de Cristo…).

10 thoughts on “IRS vs FPF”

  1. Não me parece que isso vá acontecer. Aliás, já ontem à tarde ouvir o Ministro na TSF a dizer qualquer coisa do género “para aqueles que, com o seu trabalho, elevam o nome de Portugal o reconhecimento público deverá ser suficiente. Portugal agradece.”
    E esta já é a 3ª vez que a FPF faz um pedido destes sendo que os anteriores foram recusados.

  2. @ vitor : obrigado pelo link :) O copo fica prometido para a altura de mais uma das vitórias do Porto. ;)

    @ a.castro: já lá andei a ver, e realmente o post do Zé de Bragança é excelente! Mas é daqueles que dói a muito boa gente. ;)

    @ rodrigo costa: se o Oliveirinha lá estivesse, eu dizia que era uma escolha óbvia ao candidato a “borrachão que não quer pagar impostos”, mas agora aposto no Madaíl. Aquelas bochechas rosadas fazem-me desconfiar. :P

  3. Acho que só mesmo o Madaíl, o outro gajo do sindicato dos jogadores e os jogadores e familias é que estariam a favor de uma medida idiota como esta. Eles nem deviam ter perguntado, quanto mais esperar que o Governo aceite uma palermice destas.

  4. …Bem!, eu não só estou de acordo com a isenção de IRS sobre o prémio dos “quartos”, como acrescento –se é que ainda ninguém se lembrou– que deveríamos contribuir, obrigatoriamente, com mais algum, dado que a rapaziada se esfalfou que nem bombeiros em época de incêndios… Por falar nisso:
    –quem é que bebeu e teve a ideia?…

  5. Ó Paulo, sorri com vontade com este teu post. É que, quando estava a almoçar e vi/ouvi a notícia do “IRS”, eu fiquei nervoso e desabafei com a minha mulher em termos muito semelhantes ao que explicitas no post. Mais: publiquei dois posts recentes com texto do Zé de Bragança que não me canso de ler por representar uma análise realista e profunda sobre o que rodeou o Mundial…

  6. Quando ouvi a notícia até pensei que estivéssemos num país rico… dasss até fiquei atónito!
    Pá olha sem te pedir meti o teu link no meu blog, fazes parte agora de uma escolha à disposição de 8 mil cabeçudos por dia. Mais, já que és meu vizinho, vê lá se apareces para pagar um copo um destes dias.

  7. bem dito. não penso que o governo volte atras, estragaria toda a imagem de justiça que estão a tentar criar à volta da cobrança de impostos. acho q seria um suicidio politico. ou pelo menos espero que não volte atras, porque eu tambem, ate agora estou a gostar de todas as medidas deste governo (exepto o iva a 21% mas isso foi exigido por bruxelas)

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.