9 thoughts on “Mas porquê?”

  1. Mais peixe quando? Na noite do safio? LOL. Até se tivesses posto a pila dentro de água nessa noite tinhas sacado um peixe. É de um mérito… E nessa noite eu estive a dormir no carro:P
    Certo é que no dia em que me viste sacar um robalo que te ia envergonhar para o resto da vida não perdeste tempo em ir fazer com que ele se perdesse nas rochas. Aquilo só filmado porque contado ninguém acredita. Já para não falar que tens o record para maior quantidade de chumbo deixado no fundo da foz.
    Eu sei que nunca pescaste taínhas, era apenas para ser depreciativo.

    Há que ser sério. Se eu fosse como tu e te atirasse cada peixe em condições de volta ao mar também não trazias nada.

  2. Cheguei a pescar um robalo todo bonito mas certa pessoa – o Rei da Taínha – presente neste painel de comentadores disse-me para eu não o trazer para cima que o ia buscar com o camaroeiro. E tão bom trabalho fez, tantas pancadas deu no peixe – um espectáculo ridículo de se ver, digno de Benny Hill – com o camaroeiro que acabou por fazê-lo cair para o meio das rochas.
    Por acaso nunca ia tocar no peixe-aranha, ia pegar pela linha, como se deve fazer. E ou muito me engano ou fui o único a pescar nesse dia e ainda tive tempo de olhar para o rabo e mamas da menina. E a menina que era tão entendida, gozou quando eu disse que ali era de pescar ao corrico e no dia seguinte veio dizer que o paizinho dela me dava razão.
    E para mim o ponto alto da pesca está no lançamento.
    É verdade, eu pelo menos sabia empatilhar anzóis coisa que o Rei da Taínha só aprendeu 1 ano depois.

  3. Ali o menino do topo até parece que é grande pescador, a unica coisa que pescou na vida foi um peixe aranha, e se não fosse uma gaja dizer-lhe que era um peixe aranha tinha pegado aquilo todo contente a pensar que era uma faneca…

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.