Parece que o Loose Change, que já circulava na net há vários meses e que só chegou agora à TV em Portugal veio mudar a cabecinha de muito boa gente.

Desde ontem que se encontram, em inúmeros blogues, referências ao Loose Change (ou em Português “Pontas Soltas”), e muitas vezes se encontram textos adjacentes que o referem como “o documentário que veio repor a verdade”. Noutros blogues encontra-se apenas a referência que “é um documentário que nos deixa que pensar”.

Embora a segunda hipótese colocada seja, de longe, a mais racional, porque faz bem pensar, faz bem questionar e faz bem não aceitar nada de mão beijada, ainda assim não consigo deixar de sorrir.

Porque eu também o vi. E porque na hora em que o vi não conseguia parar de rir.

Mas vamos por partes:

Construir um documentário “do contra” é fácil, é até muito fácil. Basta pegar em pequenos pontos de uma história que não tenham sido focados ao grande público, apresentar uma teoria mirabolante que o explique e corroborar essa mesma teoria com argumentos distorcidos… os tais Loose Change.

Foi assim que aconteceu com o nascimento das inúmeras teorias que ainda hoje têm seguidores em todo o lado e que dizem: o homem não foi à lua.

A situação é igual. É exactamente igual. E porquê? Porque todos os pseudo-argumentos podem ser “abatidos” com uma facilidade por vezes obscena. Se durante o visionamento do documentário eu próprio consegui apontar uma mão cheia de erros infantis, também tive a perfeita noção de que alguém mais dentro dos assuntos referentes à aviação, engenharia civil ou telecomunicações, teria tido um ataque de histerismo e dificuldades em controlar o riso.

E pelos vistos, não estava errado.

Para todos os que acreditaram que as torres não caíram por causa do embate dos aviões e do fogo subsequente, que o voo 93 nunca existiu, que o pentágono não foi atingido por outro avião (mas sim por um míssil) … para todos os que viram o Loose Change e acreditaram nos supostos argumentos que lá foram apresentados, apresento-vos o Loose Change Guide:

http://www.loosechangeguide.com/LooseChangeGuide.html

Um guia, minuto a minuto do documentário, mostrando todas as mentiras que o Loose Change apresenta.

Só para dar um exemplo muito rápido de algo que logo na altura em que vi o documentário me fez ver que o Loose Change mente: lembram-se de quando eles dizem que se um avião tivesse embatido no pentágono, os postes de iluminação da estrada que passa em frente não podiam ter sido simplesmente arrancados, mas teriam que estar dobrados, e depois mostram as fotos dos postes arrancados e nenhum dobrado? Pois bem, o Loose Change mente. Eu lembro-me distintamente de ter visto fotos de postes dobrados, e o Loose Change Guide mostra isso mesmo:

Isto é apenas e só um pequeno exemplo da manipulação de imagens, entrevistas e documentos que o Loose Change apresenta. Todos os aspectos cobertos por esse pseudo-documentário estão dissecados no Loose Change Guide.

Mas se ainda assim não ficarem convencidos, podem sempre visitar o 911myths, onde existe uma secção referente à queda das torres onde professores universitários publicaram papers sobre transferências de momentos de forças, termodinâmicas envolvidas nos incêndios, e onde é explicado cientificamente o porquê das torres terem caído. Eu gostei pessoalmente dessa leitura porque é uma demonstração cabal de que as teorias de conspiração assentam em premissas tão frágeis que o mais pequeno esforço de raciocínio as derruba.

E esta não é, em nada, diferente da teoria que ainda hoje faz milhares de pessoas acreditar que o homem nunca foi à lua.

Não foram bombas programadas, nem foi uma implosão programada que fez as torres cair. Foram o fogo e os danos estruturais dos embates do avião. O Loose Change mente descaradamente quando mostra imagens de uma “queda livre” e a cronometra para mostrar que segundo as leis da física aquela queda não seria possível. O Loose Change mente descaradamente quando refere as temperaturas necessárias para causar danos estruturais nos edifícios. O Loose Change mente descaradamente quando compara incêndios previamente existentes em arranha-céus com o que despoletou a queda do WTC.

Mas mais ridículo ainda é saber que o autor do Loose Change é também colaborador de um site chamado reopen911, onde existem coisas mirabolantes, como a que diz que aquilo que todo o mundo viu na televisão, o embate de um segundo avião na segunda torre, não passa de uma montagem… por cima de um fundo azul de efeitos especiais.

Se há alguma alma à face da Terra que se acredite em tamanha barbar
idade, sinceramente tenho de sentir pena por ela. Porque há coisas com as quais a brincadeira assenta mal, especialmente aquelas que envolvem a morte de milhares de indivíduos. Eu duvido, seriamente, que os autores destas teorias acreditem, eles próprios, nelas. Duvido.

Mas então o que faz as pessoas acreditar nestas mentiras? É simples: a vontade de acreditar nelas. Porque culpar Bush e a sua administração de todos os males do mundo é mais fácil que tentar perceber o choque cutural/religioso/económico que levou a humanidade a viver o século XXI de uma forma que eu descrevo como tecnologicamente medieval. Porque uma teoria destas, a ser provada verdadeira, seria algo que marcaria o rumo da história mundial e as pessoas poderiam dizer: “eu sabia… a mim não me enganaram”. Porque é moda ser-se anti-americano. Porque o ser-se do contra é, comprovadamente, mais fácil e é hoje em dia mais facilmente aceite. E é inconscientemente que as pessoas o fazem.

E eu tenho dito isto nos últimos 4-5 anos: “Não sei o que me irrita mais: a política externa americana, ou a moda de ser anti-americano.”

Por fim, e porque o post vai longo, deixo-vos com mais um dos cartoons tirados da “best page on the universe”, que retratam ironicamente uma situação que, de tão absurda que se torna, nem me consegue fazer rir. Estas teorias da conspiração irritam-me profundamente porque como futuro astrónomo sei o que é ter gente a tentar convencer-me de que o homem nunca foi à lua. E sei o que é ter quem não faz a menor ideia do que está a falar a tentar convencer-me com “provas científicas”, provas com as quais eu não faria o meu próprio cão tentar acreditar em semelhante devaneio mirabolante.

Comments ( 31 )

  1. ReplyTio Hermínio
    Esse documentaria/ficção é a coisa mais estupida q ha. Mas tb faz parte da cultura americana surgir uma teoria da conspiração.
  2. ReplyJRP
    Post sensato e inteligente, num blog com muito nível. Parabéns, portista! Já somos dois!
  3. ReplyHugo
    É só para dizer que o Maddox é o maior. E que concordo em absoluto com o post.
  4. ReplyFilipe Gomes
    Mas tu não tinhas que estar a estudar, ou algo do género? :P

    Não querendo estar a levantar muitas questões ou teorias, acho que a própria RTP também não o achou credível o suficiente, ou não o tinha passado a horas pornográficas. Mas isto sou só eu a achar coisas...

    Boa bola Paulinho!
  5. ReplyBarras
    Grande post (nos dois sentidos!!!) ;)
  6. ReplyBerlindes
    E se o homem não tiver mesmo ido à Lua? O que é que tu viste que te leva a crer que sim, umas imagens na televisão? É-me irrelevante se foi ou não, quero apenas perceber em que é que te baseias para acreditares no que acreditas. Tenha a certeza que, no fundo, tens tantas bases para acreditar quanto os que te fazem rir: nenhumas.
  7. ReplyPaulo Costa
    Por acaso estou a 6 cadeiras de ser licenciado em Física/Matemática Aplicada (Astronomia).
    Sou capaz de ter um bocadinho de noção do que falo nesse assunto, não?
  8. Replyberlindes
    Não duvido que existe possibilidade de o homem ir à Lua, só te perguntei como sabes se os americanos foram mesmo
  9. ReplyPaulo Costa
    Porque há provas?
    Rochas selenitas trazidas da Lua (passe o eufemismo) em 1969 e doravante com um tipo de formação que não poderia ser "forjada" na terra?
    Porque há um reflector laser colocado pela Apollo e com o qual se faz a medição quase milimétrica da distância actual Terra-Lua?
  10. ReplyAnonymous
    é ingenuida de acreditar em tudo que vem na tv e nos media mesmo assim o meu espirito critco poe obrjesoes tanto ao documentario como aos acontecimentos de 11/9
    acreditas no arrastao?
    eu nao
  11. ReplyAnonymous
    desculpem os erros
  12. ReplyAnonymous
    http://www.afraudedoseculo.com.br/
    poderia refutar com os teus conhecimentos alguma acusasões'
  13. ReplyPaulo Costa
    lol, por amor de deus (isto vindo de um ateu). Esse site é das maiores palhaçadas de que há memória. Não existe um único argumento cientificamente válido aí. É trabalho de amadores que até metem pena.
    Triste mesmo é saber que há quem acredite no que lá vem escrito...

    Dá aqui uma saltada:
    http://clavius.org (um dos muitos sites de debunking)
    e maravilha-te.
  14. ReplyPaulo Costa
    Mas se estiveres assim tão interessado, enumera lá as coisas que vêm nesse site e que te fazem acreditar que o homem não foi à lua.
  15. ReplyBarras
    loooo...realmente como estudante de engenharia tb tenho conhecimentos suficientes para dizer que o site que o "anonymous" nos convida a visitar é altamente estupido...é preciso ter muita fé no "anti-americanismo" para se tentar sequer acreditar em balelas daquelas...enfim...
  16. ReplyAnonymous
    Eu não acredito em tudo o que o documentário diz... aliás... praticamente tudo é desmentível, mas o que me faz pensar são as quantidades inacreditáveis de oportunidades de impedir um atentado deste tipo, e a quantidade enorme de azares sucessivos.

    Mas sobretudo há duas coisas que me fazem pensar muito:

    1º A queda do WTC 7
    2º O mito da Al-Qaeda... visto que hoje em dia todo o terrorista árabe é imediatamente conectado a esta organização. De lembrar que na guerra do afeganistão poucos ou nenhuns membros desta organização foram apanhados. Talvez porque nem sequer existe, e se existisse era descoberta em pouco tempo.

    E espero que isso não seja uma critica a quem duvida. Eu duvido porque oiço falar e vejo em muito sitio que houve muita boa gente nos EUA a beneficiar do ataque. E para além disso o governo dos EUA já nos fez ver que tudo o que dizem pode ser alvo de duvidas.
  17. ReplyPaulo Costa
    Esses dois pontos são bons. A mim também me faz confusão a queda da torre 7... mas essa não causou vítimas (já tinha sido inteiramente evacuada), e é bastante aceitável a teoria de que como era composta por escritórios de companhias do estado (entre as quais, serviços secretos, etc) tenha sido preferível deitar abaixo depois de estar a arder tanto tempo tendo só custos materiais, do que tentar aproveitar a estrutura e deixar muita papelada "confidencial" à mão de quem lá ía "reconstruír" (embora eu não defenda essa mesma teoria por me parecer, ainda assim, rebuscada). Mas, essa torre sim, mostra fortes indícios de uma detonação programada. Mas ficará sempre a dúvida.

    Quanto à Al-Qaeda, ainda há bem pouco tempo falei disso com outras pessoas. E a conclusão a que chegamos é que a Al-Qaeda não é mais do que a rede de terrorismo. Os talibãs, por exemplo, são referidos inúmeras vezes como Al-Qaeda simplesmente porque fazem parte dessa rede, tal como inúmeros outros grupos terroristas que operam independentemente. A Al-Qaeda não tem propriamente uma "sede" ou um quartel-general. É simplesmente a rede de ligação entre essas mesmas organizações terroristas.
    Ou, pelo menos, é assim que a interpreto. Mas posso estar errado.
  18. ReplyNuno
    Sobre o Loose Plan ainda descobri outro site de debunking.

    Para mim, a prova mais evidente é o cartoon final do teu post (obrigado por me deixares "ripar" para por aqui.
  19. ReplyNuno
    Fiquei repentinamente com a ideia que me esqueci de por o link para o site de debunking.

    http://www.911research.wtc7.net/reviews/loose_change/index.html

    A fraude do século é o site mais idiota que vi em 6 anos de internet. Queres teorias da conspiração um bocadinho mais bem fundamentadas - ou pelo menos o autor assim tenta?

    http://www.realidadeoculta.com/
  20. ReplyPaula
    Ó coleguinha de Licenciatura, acalma-te!
    A minha posição em relação ao Loose Change é simples: something that big just came around unoticed? Sim, tem muitos erros e algumas partes são, no minimo, muitissimo duvidosas (as dos hijackers estarem vivos (!!), por exemplo).
    Não repõe verdade nenhuma e o 'deixar a pensar' tem os seus limites - quanto a mim, só me intriga que com tanta gente a vigiar tanta coisa, nobody saw that coming. Pensei isto na altura e penso agora.
    Quanto ao resto, há que ter bom senso, coisa que a julgar pelo teu post muita gente não teve.
    PS: Ainda há quem não acredite que o homem foi á Lua? Are you serious?
  21. ReplyAnonymous
    Sinceramente!

    Que cambada de especialistas que aqui se juntam...

    É vê-los a esgrimirem argumentos pró e contra conspiração. Tudo baseado em coisas ditas por outros...

    Deixo aqui um desafio para que cada um de vôces dentro das vossas áreas de especialidade comentem pontos da teoria da conspiração. Há muito tempo que navego pelos sites que defendem a teoria ou que tentam desacreditá-la e desde já vos digo que alguns "especialistas" escrevem distorções cintíficas.

    Deixo como exemplo a minha resposta como "especialista" a algumas das perguntas sem resposta do site aqui referenciado http://www.realidadeoculta.com/wtc.html.

    - "Encontraram o passaporte de um dos suícidas nos escombros das torres, passaporte esse quase intacto, resistiu a uma temperatura de 1000 graus?"

    - Esta é daquelas de fácil resposta... Assumindo que a explosão levou a temperaturas de 1000 graus, seria impossível que o passaporte tivesse resistido. Por outro lado, temperaturas de 1000 graus não derretem aço, muito menos se ele estiver embutido em betão (betão armado). Têm alguma razão os teoristas da conspiração que dizem que as torres foram projectadas para resistir a incêndios que lavrem durante semanas. O betão é refractário, o que leva a uma protecção térmica adicional ao aço. Além disso, o aço de construção derrete a temperaturas superiores a 1600 graus. A temperaturas superiores a 700 graus o aço perde resistência mecânica, mas não derrete. Num ou outro video é visível metal derretido a escoar de uma das torres. Dada a côr do metal líquido, este só poderia ser aço ou ferro fundido. É possível que se localmente se aplicar 1000 graus a um metal que tenha um ponto de fusão superior a esses 1000 graus, que ele ainda assim derreta. Isso é possível se o metal absorver mais calor do que aquele que consegue dissipar.

    Desculpem por começar a divagar mas acho mais interessante discutir os factos que discutir as discussões de outros.

    Já agora um facto histórico, os nazis também começaram assim... só que na altura deitaram a culpa para os comunistas. Será que os americanos andam a fazer desde o 11set não é demasiado parecido com o que os nazis na altura fizeram? Eu não sou anti-americano, aliás gosto muito de lá ir, mas há coisas que sim se podem perguntar: o que é que a rede terrorista ganhou com tudo isto? O que é que os muçulmanos ganharam com tudo isto? Do meu ponto de vista quem ganhou com isto, e mais que nunca, foram as pessoas que seriam responsáveis por evitar que isto sequer acontecesse. O que é certo é que desde essa altura os governos democráticos ganharam poderes para nos tirar a liberdade em nome da segurança. Foi assim que o Hitler começou.

    Cumprimentos

    Daniel Santos

    P.S. Acho o teu blogue bastante porreiro, e ainda que discorde da tua opinião neste artigo em particular, acho que fazes um excelente trabalho.
  22. ReplyPaulo Costa
    Obrigado Daniel. :)

    Em relação ao aço derretido, a explicação está toda aqui:
    http://911myths.com/html/wtc_molten_steel.html

    com estas leituras complementares:
    http://911myths.com/WTCTHERM.pdf
    http://911myths.com/Sulfur.pdf
    http://911myths.com/WTCREPORT.pdf (este refere-se particularmente à dinâmica envolvida na queda)

    (o autor é F.R.Greening, PhD da universidade de Ontário, Canadá, e colaborador do instituto Max Plank na Alemanha.)

    Penso que depois disto não podem haver dúvidas.
    Ah, só mais uma coisa, ainda ontem em conversa de café com um amigo meu (o "dono" da "a tasca do tio hermínio") fiquei a saber que afinal o WTC não tinha tanto betão quanto isso... Aliás, exactamente por as paredes não serem de betão é que foi possível a alguns bombeiros (que conheciam a estrutura e a fragilidade das paredes laterais dos escritórios) salvar uma enorme quantidade de gente presa nos seus escritórios.


    Quanto ao passaporte, não percebo mesmo o espanto... no preciso momento do embate do avião muita coisa é expelida do mesmo ainda antes de se dar a explosão (fracção de milisegundos, mas mais do que suficiente para o efeito). Aliás, outras coisas do avião foram encontradas nos destroços que se espalharam por umas centenas de metros em torno do local: restos humanos, cintos de segurança dos assentos do avião, objectos pessoais e ... correio que o avião transportava...
  23. ReplyAnonymous
    Paulo Costa peço desculpa por só agora entrar no jogo, é que só hoje vi a tua vaza... a vantagem de ler tarde é conhecer as renuncias todas.
    É exactamente uma frase tua que quero comentar e que vinda de alguem ligado á ciência me espantou.Quando dizes que ficará sempre a duvida sobre se houve ou não uma detonação programada no wtc 7. Será que ninguém vai conseguir esclarecer esta duvida? Não achas que esta atitude, nada curiosa, é diferente da atitude cientifica?

    Um abraço amigo!
  24. Replychat-ice
    Ó Sr. quase-engenheiro de Tv,
    onde é que V. Ex. estava no dia 11 de Setembro de 2001?

    Estava lá a fazer medições?

    Portanto os seus argumentos são tão válidos como os outros.

    Também ninguém matou o J.F. Kennedy. Ainda querem fazer crer que um presidente dos EUA rodeado de FBI e CIA foi assassinado por um labrego que disparou tiros de vários locais simultanemanete.

    No 911 há coisas estranhas, são coincidências demais.

    A razão é simples: negócio e ganância e negócios.

    Quem é que facturou e factura com este triste acontecimento?
    Já que V. Ex sabe tanto pense um bocado para ver quem está a ganhar rios de dinheiro depois de 2001,
    (Vou só dar um exemplo: Família BUsh, proprietária de grande parte da industria petrolífera americana), quanto custava um barril de crude? e agora quanto custa?

    Os seus argumentos anti-conspiraçao são tão válidos como eram os argumentos para ataacar o Iraque - a existência de perigosas armas de destruiçao massiça.

    Afinal o homem era mau, o tal Sadam, que maatou 140 curdos nas montanhas, pois...
    Quantas pessoas morrem por dia no Iraque agora?
    Os EUA foram ajudar quem?

    mande-me agora uns links com explicações paraa ver se eu tb vou nesssa.
  25. ReplyTio Hermínio
    Olá Paulo. Que rica confusão aqui tens!
    Resolvi juntar-me á festa e dar a conhecer um site fantástico para todos os que acreditam na teoria da conspiração. www.pensepelasuacabeçaedeixedeacreditaremtretas.com. Esta historia é tão estúpida que nem acredito que alguém acredita nela, é irreal. :)

    Abraço
  26. ReplyPedro Antunes
    Acho engraçado Vc achar-se o iluminado da terra, quem acredita, é estupido e Vc o grande iluminado. Pode ser que nem tudo seja verdade, já o filme Fahrenheit 9/11 de Michael Moore, também pode ser interpretado erradamente, mas o facto é que a administração americana já nos habituou à mentira e à inverdade, basta ver como bush foi eleito da primeira vez. Nâo acredito piamente em tudo, mas a sua conficção e certeza, deixam-me a pensar o que o move. Devolvo-lhe a sua reflexão, ou Vc é um iluminado ou então é Muito Estupido. nunca saberemos???
  27. ReplyTio Hermínio
    Caro Pedro Antunes onde é que você viu no meu post eu chamar estúpido a alguém?
    É fascinante como consegue ler isso. O que disse foi que acho a Historia/Documentário muito estúpida.
    Para a próxima leia melhor e não tire elações erradas do que os outros dizem.
    Muito obrigado.
  28. ReplyAnonymous
    e ja agora..que me izes ao buraco deixado pelo "aviao" que embateu no pentagono?!?! vais me dizer que era um aviao sem asas sem propulsores e sem nadA?!?! pois..é que por acaso no petagono esta muitas coisas mal explicadas.. pq d nao se ver marcas das asas no edificio?! porque o Rumsfeld estava a metros do sitio aque foi atingido? pq que aquela parte do pentagono foi a unica que tinha recebido reforços contra aquele tipo de ataques?!
    tambem nao acredito piamente em tdo o documentario mas..ha coisas que nem o sr-sabio mas sabe dizer nao é?
  29. ReplyPaulo Costa
    Se lessem com olhos de ler todos os links já aqui metidos também já evitavam de repetir perguntas que foram respondidas milhentas vezes (buraco do avião no pentágono, restos dos motores e avião, que por acaso até existem embora o Loose Change tente mostrar o contrário omitindo fotos e distorcendo factos...).
    Mas a que eu gosto mesmo é a pergunta relativa ao Donald Rumsfeld... será que ele estava do outro lado do edifício porque........ o escritório dele fica desse mesmo lado (como até o Loose Change diz)?
    Ó meu deus... será?
    Porque é que ele não estava exactamente do outro lado, onde não tem o escritório, à hora exacta do embate?
    Grande pergunta, sem dúvida alguma!
  30. Replychat-ice
    Ilustres Srs

    Fico satisfeiro por reparar que V. Ex. estavam todos nos vários locais de embate dos aviões no 911.
    Estavam lá todos a tirar medidas, a recolher amostras, ahhh e a consultar links de outros ilustres srs que também lá estavam a colher o mesmo tipo de informações.

    Já me conseguiram convencer.

    É tudo obra dos maluquinhos dos terroristas islâmicos que não conseguem perceber que o destino se encarregou de fazer com que os srs americanos devem viver com elevado nível de vida, enquanto os verdadeiros "proprietários" do petróleo andam de burro. Há excepções, claro, a família real saudita que por acaso tb não ganha nada com estas coisas sa subida do crude e das guerras e que também não sao amigos do Bush.

    Coincidências do destino.

    Coitadinhos dos srs da administraçao Bush, é uma pena...

    Senão houver guerras como é que ele remunera os investimentos na industria a americana de armamento???
  31. ReplyBiranta
    Quando cheguei a meio do texto (post) já tinha desistido de nauseas, pelo chorrilho de disparates ignaros, de conjecturas, de afirmações falaciosas pretendendo impor como "verdade" as versões estapafúrdias, para consumo de ignorantes e estúpidos, que são as explicações e TEORIAS da adminidtração Bush acerca dos atentados TERRORISTAS de 11 de Setembro.
    Na verdade tratou-se de atentados terrorists, dum crime hediondo e vil, mas cometido pela própria administração americana.
    Mas dizia eu que já ia a desistir quando me deu curiosidade de ler os comentários. Outro chorrilho de disparates sem tamanho de gente ignorante que não sabe, não pode, ou não quer, usar a cabeça.

    Mas finalmente aparece alguém de bom senso, de boa-fé e com conhecimentos, a comentar. Era inevitável que assim fosse, visto que a esmagadora maioria das pessoas "podem não saber onde está a verdade, mas reconhecem facilmente uma mentira", sobretudo quando ela é tão óbvias como é o caso.

    Este post é semelhante aos dicursos de Bush sobre WMD, sobre as torturas, sobre as prisões secretas: tudo mentiras premeditadas e conscientes, que, aliás, são assumidas como tal, como mentiras, algum tempo depois.

    Se o autor do post acedeu às várias versões, pôde compará-las e analisá-las, só por muita ignorância cultivada, ou por mentira e manipulação premeditada pode fazer afirmações tão descabidas e absurdas, assumindo e apresentando como verdades absolutas, afirmações estapafúrdias, encenações premeditadas, de mistura com algumas imagens fabricadas.

    Não há um único aspecto particular da versão oficial dos acontecimentos de 11 de Setembro de 2001 que não seja uma mentira absurda e alucinada, mas evidente, só aceitável por parte de quem não sabe nada de nada, vive no Mundo da Lua, nao vive, não conhece o Mundo, imagina as coisas, não sabe lógica, nem as leis da física e outras. É que só no Mundo da imaginação e do paleio oco é que tudo é possível. No Mundo real não é assim. E isso é fácil de comprovar... menos para mentirosos compulsivos, como o é Bush e seus muchachos e como parece ser também o caso do autor deste post.

    Louvo a paciência de quem veio aqui trazer um pouco de objetividade e bom senso, mas acho que é perda de tempo "pérolas para porcos". A "verdade" que aqui se afirma e reafirma, contra as mais elementares leis da física e da mecânica, contra a lógica e as evicências, não é uma constatação, porque não pode sê-lo, é uma OPÇÃO. E não há maior cego do que o que não quer ver, nem adianta argumentar com gente assim que impõe os maiores absurdos como se fossem argumentos, quando são exactamente o contrário.

    O que me preocupa é qual seria o futuro do Mundo entregue a gente assim. Em breve a destruição sem remédio tomaria conta de tudo, porque a humanidade não pode existir nem subsistir sem a participação, confortável, dos mais sábios e capazes. E esses percebem bem o quanto esta história é um amontoado de mentiras fabricadas; e também percebem as gravíssimas consequências disso.