Em Utah, um pai que tentava gravar um jogo de futebol americano da escola dos seus filhos, decidiu subir para o telhado da escola para ter melhor visão.
Até aqui tudo normal. O problema foi que ele foi confundido com um atirador sniper por um polícia destacado para a segurança do jogo, fazendo com que a polícia evacuasse centenas de pessoas das bancadas.
Segundo o Sargento Gregg Olsen:

um agente viu um homem no topo do prédio, a andar para a frente e para trás …. estava a agir de forma muito suspeita.

O homem estranhou que a meio do jogo as pessoas estivessem a correr em pânico pelas bancadas depois de ouvir berros de “Shooter, shooter!” vindos de algures. Andres Dominguez, outro dos pais de um dos jogadores que estava na bancada a ver o jogo disse que se apercebeu que era uma situação séria quando viu chegar ao recinto uma equipa de intervenção SWAT que prontamente apontou as suas snipers para o telhado seguindo o movimento do homem que descansadinho, gravava o jogo lá em cima… daí ter dado os berros de alerta para que os espectadores fugissem.
Entretanto James Kranz decide vir cá para baixo ver o que se passava, tamanha era a algazarra. Mal desceu foi confrontado com uma equipa de polícias que o colocam de joelhos e algemam à força depois de lhe terem pedido para o fazer por vontade própria… mais tarde Kranz disse que não o fez porque não acreditava que aqueles fossem polícias a sério. Mais tarde ainda a polícia admitiu que tinha confundido a cadeira de jardim que o homem levava consigo com uma arma…

No fim da história o homem ainda teve que pagar uma multa por saltar a vedação.

Fonte: WSMV

Comment ( 1 )

  1. ReplyBarras
    ele há coisas que só na América...mas é preciso ver, que há cadeiras de jardim com um ar mesmo muito ameaçador!!!