Começa a ser preocupante a capacidade do Jason Statham em escolher papéis em filmes a roçar o péssimo.

Este Crank é uma tentativa de fazer algo com uma história à Tarantino com fotografia à Guy Ritchie, mas acaba por saír tão mau ou pior do que um XXX2 com banda sonora à GTA San Andreas.
Em 110 minutos de filme ( mais coisa menos coisa) salvam-se uns 20 minutos bem conseguidos, meia dúzia de piadas não forçadas/previsíveis e alguma da actuação de Jason Statham. E a cena final merece uma distinção como o pior momento de cinema que vi em 2006. (e não, não é exagero).
De resto, para bem da vossa sanidade mental, e a não ser que sejam adeptos de filmes de domingo à tarde na TVI: não gastem dinheiro a ir ver isto ao cinema.

Comments ( 3 )

  1. ReplyHugo
    OK, este fica para ser visto lá para 2011 num dia em que esteja mesmo sem vontade de fazer nada!
  2. ReplyNuno
    Aquele final arrisca-se mesmo a entrar para os anais do que pior se fez no cinema. Eu desmanchei-me a rir. Era suposto o final ser trágico, cómico, cómico-trágico?

    Só mais um ponto a juntar aos positivos. Aquela cena de sexo é muito forçada é certo, é o tipo de segmento que aparece para quando os filmes forem vendidos ás televisões poderem ter bolinha vermelha, mas diz lá que a namorada dele não é um mimo daqueles de arregalar os olhos?

    Eu escrevi qualquer coisa sobre isto há um tempo atrás. Mas não te livras do puxão de orelhas, tivesses lido, tinhas gasto o teu dinheiro noutros propósitos. Veículos saca-mulas por ex. :)

    http://oterceiroolho.lusopt.info/crank-veneno-ou-po-no-sangue/21/10
  3. ReplyPaulo Costa
    Sinceramente também não percebi o que raio era pretendido com o final (spoilers: aquele piscar de olhos deixou-me de boca aberta, tamanha a imbecilidade de meter aquilo no script do filme, lol).
    E tens razão pelo puxão de orelhas, não porque tenha gasto dinheiro a ir ver isto (só aviso para não gastarem ;) ), mas porque podia ter perdido aquelas quase duas horas a ver outra coisa qualquer.
    Ainda na 6ª passada fui ver o Children of Men (vou ver se consigo fazer um texto decente sobre ele) e gostei imenso. Valeu a pena os 4€... no sábado estava com a minha namorada, ela já quase a dormir e decidimos metermo-nos a ver um filme "leve" até adormecer, para manter o ritmo de ir vendo as novidades. Bem fez ela que adormeceu à meia hora de filme...

    Ah, e a "cachopa" do filme, realmente é um regalo para a vista. ;)