O Presidente norte-americano, George W. Bush, considerou um feito histórico para a jovem democracia iraquiana o veredicto que considerou culpado Saddam Hussein no processo de Dujail e o condenou à morte por enforcamento.

Bush disse que o veredicto é “um marco nos esforços do povo iraquiano para substituir o regime de um tirano por um regime de lei”. “É um enorme feito para a jovem democracia iraquiana e o seu Governo constitucional”…

Por sua vez a UE congratulou o veredicto de culpado atribuído ao ex-ditador mas condenou a sentença de morte por enforcamento.

Coisas que fazem toda a diferença… uns congratulam sentenças de morte, outros são civilizados.

Comments ( 6 )

  1. ReplyEduardo
    Gostava também de perceber o que se ganha matando o homem. No fundo, vai-se-lhe fazer aquilo que levou à sua condenação, o que é muito primário, para não dizer primata. Ainda por cima, o governo americano congratula-se pela condenação à morte por actos cometidos quando o homem era um grande aliado dos EUA contra o Irão (1982). Gostava de ver também a condenação de Reagan.
  2. Replypimigas
    O governo norte-americano congratulou-se com o veredicto de culpado. Se a pena é ou não a pena de morte é problema dos iraquianos e da sua lei. É claro que os anti-americanos primarios vem logo dizer que os Americanos estão contentes com o enforcamento do Saddam... Deve ser do nevoeiro, não distinguem bem as coisas...
  3. ReplyPaulo Costa
    pimigas, a minha primeira reacção quando ouvi a notícia da pena de morte por enforcamento foi a de abanar a cabeça... como disse o eduardo, é um acto primitivo para não dizer primata.
    A diferença de atitudes da UE para os EUA tem que ver exactamente com o condenar dessa mesma sentença. Enquanto a UE fez questão de realçar o seu repúdio pela sentença os EUA limitaram-se a congratular-se pelo desfecho do julgamento. Quando se diz que o veredicto é "um marco nos esforços do povo iraquiano para substituir o regime de um tirano por um regime de lei" e não se menciona repúdio algum pela sentença, assume-se que "quem cala consente". Daí o meu post.

    Mas pronto, vá lá que já não me chamam de fascista ou pró-américa à força toda no blog. Voltei aos velhos tempos de anti-americano com o extra de agora ser primário. :D Não tarda nada e volto a ser escumalha de esquerda. :D
  4. Replypimigas
    Os EUA têm pena de morte em alguns estados. O presidente dos EUA não podia vir mostrar repudio pela pena de morte aplicada ao Sadamm. Não é dificil de entender a posição deles. (Não estou a discutir se o presidente apoia ou não a pena de morte)
  5. Replyhesseherre
    Eu tenho a impressão de que o WTC
    fica(va) nos EUA e não na Europa.
    Eu tenho a impressão de que este argumento de não aplicação de pena de morte ao Saddam fica por conta da hipocrisia de todo aquele defensor de direitos humanos - desde que não atinja a SUA família...
    Concordo com a substituição de pena de morte por prisão pe´pétua com trabalhos forçados até o vcondenado atingir uma idade geriátrica, qusando será colocado numa instituição prisional adequada a cuidar de velhos detentos. Liberdade mais nunca!
  6. Replyhesseherre
    Eu tenho a impressão de que o WTC
    fica(va) nos EUA e não na Europa.
    Eu tenho a impressão de que este argumento de não aplicação de pena de morte ao Saddam fica por conta da hipocrisia de todo aquele defensor de direitos humanos - desde que não atinja a SUA família...
    Concordo com a substituição de pena de morte por prisão perpétua com trabalhos forçados até o condenado atingir uma idade geriátrica, quando será colocado numa instituição prisional adequada a cuidar de velhos detentos. Liberdade mais nunca!