Futebol

A tradição já não é o que era.

Hoje pode ler-se n’A Bola:

Manuel José pede desculpa aos adeptos egípcios

Manuel José pediu desculpa aos adeptos do Al Ahly face ao seu comportamento considerado pelos egípcios como «impróprio» após a vitória da equipa que dirige sobre o Haras el-Hadoud.

Nesse jogo, a contar para o campeonato da Egipto, o técnico português começou a despir-se em protesto pelo cartão amarelo recebido por um seu jogador, Anis Boujelbene. Manuel José tirou o seu casaco e começou a desabotoar a camisa, o que mereceu a sua expulsão do «banco» por parte do árbitro Nasser Abbas.

Depois de ter sido criticado pela imprensa egípcia pelo «incidente» o treinador português resolveu pedir desculpa aos adeptos.

«Depois de analisar a minha atitude, achei que foi inapropriada e peço desculpa a todos os adeptos em geral, especialmente os do Al Ahly», disse Manuel José no site oficial do clube. «Eu esqueci-me que naquele momento eu estava num país cujas tradições são um pouco diferentes que as do meu país», assumiu Manuel José.

Erm… desculpe lá Mister, mas desde quando é que strip masculino é sinal de protesto nos campos de futebol em Portugal? Que outras tradições teria com as suas equipas em Portugal? Fazer um comboinho e cantar o YMCA antes dos jogos, no balneário, para dar sorte?

3 thoughts on “A tradição já não é o que era.”

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.