cinema

How it ends

Ficou-se pelos Óscares de melhor actor secundário para Alan Arkin e para melhor argumento original (era um crime se não o ganhasse) para Michael Arndt.
Não ganhou para melhor filme. Mas, para mim, foi de longe o melhor de 2006.

Little Miss Sunshine

E outra das coisas fantásticas que este filme nos dá é a sua banda sonora. Desde composições originais para o filme até o recorrer de artistas como Surfjan Stevens ou DeVotchKa, já não me viciava tanto numa banda sonora desde os tempos de um Snatch ou de um Lock Stock and Two Smoking Barrels.
Aqui deixo-vos um clip com excertos do LMS acompanhados pela How it Ends de DeVotchska.
Para quem ainda não viu talvez abra o apetite. Para quem já viu tenho a certeza que este clip deixa um sorriso de orelha a orelha.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=JUWnuCw0UVg]

5 thoughts on “How it ends”

  1. Concordo contigo a 100% Paulo, este filme merecia o Óscar de melhor filme e também de melhor banda sonora que é fantástica!!
    Esse foi sem duvida o melhor filme que vi neste ano dentro daqueles que são enquadrados com os Óscares.
    E mesmo em relação aos outros, achei o Blood Diammond bem melhor do que o The Departed.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.