Em Phoenix, EUA, está instalado o primeiro scanner capaz de ver através das roupas que cada um de nós usa diariamente… No aeroporto dessa cidade está já instalada a primeira máquina que funciona à base de raios-X capaz de ver “por baixo”.
As primeiras críticas apontaram logo a máquina como sendo demasiado invasiva da privacidade das pessoas, mas o administração do aeroporto garante que a imagem é “desfocada” e o contraste da mesma “alterado” para que certas zonas do corpo não sejam expostas em fotografias de alta definição que o aparelho produz. E é isso que garantem às pessoas que se submetem aos testes. Garantem também que os testes são voluntários… se o passageiro preferir pode ser submetido ao um check-up à moda antiga.
O problema é que, segundo alguns críticos dizem, se se desfoca a imagem e/ou se alteram os contrastes da mesma para tentar proteger a privacidade do utlizador do aeroporto a máquina perde o seu efeito já que pode ao mesmo tempo esconder uma potencial arma escondida nas zonas desfocadas.

O que é certo é que a primeira pessoa a testar foi uma tal de Kelsi Dunbar, de 25 anos, que não se importou nada de ficar literalmente nua aos olhos de quem opera a máquina.

Tudo em nome da segurança…

fonte: abc news

There are currently no comments.