Não sei se foi por ser ao meio dia mas pelo menos já deu para não adormecer durante a corrida no Bahrain. Não é que lá na frente as coisas fossem muito diferentes do que foram na Malásia (só que com os intérpretes em posições trocadas), mas lá para o meio do pelotão houve grandes momentos como os que o Coulthard foi fazendo até ter de desistir com o motor a dar o berro.
Mas vamos por partes:Um bom arranque de Massa, um bom arranque de Alonso que ganha a posição a Raikkonen e dois toques na primeira curva que deixam de fora Button e Speed (à primeira vista parecia que tinha sido um toque entre ambos, mas não. Ambos deram um ligeiro toque na roda de quem lhes ia à frente e, como que sincronizados, fizeram um pião e ficaram por ali). Achei piada à forma descontraída e diria quase que alegre como o Button saiu do carro e ainda esteve a falar com o Speed. Quase que podia dizer que estava feliz por ter ficado logo por ali em vez de ter que se arrastar mais uma vez em pista com aquele Honda que continua a não ser melhor que os Aguri.
Lá na frente o Massa mantinha uma ligeira vantagem sobre o Hamilton que por sua vez ia ganhando uma pequena vantagem sobre Alonso e Raikkonen. Heidfeld mostrou outra vez que a BMW vai estar à espreita de escorregadelas das duas principais equipas deste ano para tentar também umas vitórias.
Com as primeiras paragens Raikkonen passou Alonso, coisa que não tinha conseguido em pista, parando mais tarde, e Heidfeld mostrou aos da frente que até é possível fazer mais do que seguir em ritmo de procissão e fez o favor de ultrapassar Alonso que tinha o carro muito pouco eficaz com os pneus médios que usou nos dois primeiros stints da corrida.
Com as segundas paragens nada se alterou, sendo que o Raikkonen que se tinha aproximado de Hamilton durante o segundo stint começou, tal como Massa, a perder terreno para o McLaren que com pneus duros rodava mais rápido do que com o composto mais mole (o que é, no mínimo, estranho). Alonso também pressionou e bem Heidfeld para tentar recuperar o 4º lugar mas o alemão soube defender-se.

Lá para trás é que as coisas andavam mesmo animadas e no meio de inúmeras ultrapassagens, de momentos quase cómicos como os que envolviam o Mark Webber em pista com a “tampa da gasolina” aberta, havia uma boa corrida, com os Toyota e os Renault a finalmente conseguir melhor do que andar a arrastar o fundo plano pela pista e a conseguir resultados decentes, mas mesmo assim muito à custa das desistências dos Red Bull que estavam a fazer uma excelente corrida, em especial Coulthard que aos cento e quarenta e nove anos ainda é capaz de fazer coisas bem porreiras com o carro.
Boa corrida também para o Davidson no Super Aguri até ter que desistir com o motor a arder.
Mas o que realmente interessa é que este ano, tal como eu dizia no sábado à noite ao “Marquêz” (sim, eu sei que vais ler isto) que me acusa de continuar a só ver o vermelho Ferrari à frente (eu bem que tento evitar, mas pá, não consigo), tenho quase a certeza que o campeonato se decidirá apenas devido à fiabilidade dos carros. Parece-me que o equilíbrio de carros e pilotos entre Ferrari e McLaren é demasiado grande para que haja favoritos nesta altura do ano. Lá para o Verão, e quando começarem a surgir os primeiros motores Ferrari ou McLaren defumados é que alguém vai acabar por ganhar vantagem.
Mas não me importo nada de ver o campeonato tal como está agora:

Alonso 22pts
Kimi 22pts
Hamilton 22pts
Massa 17pts
Heidfeld 15 pts

Só não gosto é de ver a McLaren à frente dos construtores por 5 pontos.
Talvez a 13 de Maio, apenas daqui a um mês (onde raio é que o Eccleston tem a cabeça para fazer um calendário assim?) as coisa já mudem mais para meu gosto.


Comments ( 2 )

  1. ReplyMiguel Cabral
    Opá, o que há a dizer está tudo dito!!
    Deixo só a minha marca a dizer que continuo contente por a McLaren estar na frente e o Hamilton e o Kimi em 1º. O Alonso nem conta, ele vai já ficar para trás no próximo GP quando ficar em 3º, o Hamilton em 2º e o Kimi em 1º, como o Massa fica para trás a McLaren continuará á Fente assim como o Kimi e o Hamilton em 2º!!! ;)
    Não é Paulinho??
  2. ReplyAntonio
    Pena mesmo é que vamos continuar a sentir o mesmo em todos os grandes prémios: tédio e mais tédio. Ultrapassagens entre os primeiros, nem vê-las. Emoção, zero. Competição a sério, alguma mas sem grande emotividade. Pena.