F1

Indianapolis, a afirmação.

E tal como se previa, a Mclaren fez mais uma dobradinha com Hamilton a vencer o seu segundo grande prémio do campeonato afastando-se ainda mais do Fernando Alonso no mundial de pilotos e mostrando assim que é o piloto com mais condições de lutar pelo 1º lugar no final.

A Ferrari voltou a desiludir apesar de ter sido bonito ver naquelas ultimas voltas o Kimi e o Massa a disputarem o 3º lugar voltando também o Kimi a desiludir e a ficar mais uma vez atrás do seu companheiro de equipa, confirmam assim que nem vale a pena pensar que vão fazer alguma coisa este ano…
Kovalainen que está a sentir o seu lugar na equipa em risco, depois de uma boa qualificação em 6º conseguiu terminar a corrida em 5º á frente do Fisichella que terminou em 9º.
Webber conseguiu levar o seu monolugar até ao fim em 7º, Coultard desistiu na primeira volta devido a problemas no carro.
Nick Heidfeld depois de mais uma boa qualificação em 5º lugar e de estar a fazer uma boa corrida abandonou com problemas hidráulicos enquanto Vettel que substituiu Kubica conseguiu um ponto para a BMW ficando em 8º lugar.
Trulli conseguiu arrancar e cortar a meta em 6º lugar enquanto que Ralf Schumacher mostra que é tal e qual o irmão e nem deu uma volta.
Mais uma vez a Super Aguri-Honda a ficar á frente da Honda com Davidson em 11º á frente de Button, os respectivos companheiros não terminaram.

Fica a tabela com os resultados finais da corrida e do mundial de pilotos:
Mundial de Pilotos:

3 thoughts on “Indianapolis, a afirmação.”

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.