Acho piada a que esta notícia passe algo ao lado das manchetes dos jornais nacionais:

O PSD aprovou um projecto de regimento para a Assembleia Legislativa da Madeira que restringe os direitos de participação e intervenção dos partidos da oposição. Também pretende adoptar novas normas que proíbem aos jornalistas, já sujeitos a um código de indumentária, o habitual acesso à zona designada por “passos perdidos”.

A maioria social-democrata rejeitou liminarmente as propostas apresentadas por quatro bancadas (PS, PCP, CDS/PP e BE) que, em defesa de normas em vigor na Assembleia da República, propunham a realização de debates mensais com a presença do presidente do governo regional e a audição de membros do governo no plenário e nas comissões parlamentares especializadas.

A castração da oposição, seja ela boa ou má, é sinónimo de ditadura, de totalitarismo bacoco. A situação é simples e porque quem cala consente custa-me a crer a passividade com que o povo assiste e aprova as constantes manobras idióticas do governo regional da Madeira.


Comment ( 1 )

  1. ReplyFreamundense
    O sr. presidente do governo regional da Madeira é um autêntico ditador,um totalitarista,e o povo madeirense assiste a isto tudo com uma passividade impressionante!
    Urge mudar este tipo de atitudes!
    Devia ser proibido a candidatura a cargos políticos a pessoas como o sr.Alberto João Jardim.
    Viva a Democracia
    Viva Portugal.