Podia vir do Alberto João, não seria de admirar. Podia vir do Portas, não seria de admirar. Podia vir de muitos lados mas não estava à espera que viesse do tribunal da FIA…

A história é a seguinte:
Desde o início desta época que um engenheiro da Ferrari passou a um engenheiro chefe da McLaren informação confidencial (um pequenino dossier digitalizado que ao todo tem “apenas” 780 páginas de informação sobre o carro da Ferrari e os desenvolvimentos de que será alvo durante esta época). A isso chama-se espionagem industrial e está expressamente proibido no artigo 151c do International Sporting Code tendo como sanções previstas o afastamento da equipa que promove a espionagem do campeonato em curso com possível agravamento da pena para o ano seguinte.

A Ferrari descobriu, despediu o engenheiro e pediu à FIA que actuasse.
A McLaren, para se tentar livrar de confusões suspende o seu engenheiro.
A FIA leva o caso ao seu conselho de justiça (FIA World Motor Sport Council).
Hoje mesmo decorreram as audições à defesa da McLaren.
Resultado? Agora é que vem a parte gira…

A McLaren é considerada responsável e culpada por infringir o artigo acima referida e incorrer naquilo a que a FIA declarou no seu documento oficial como sendo a fraudulent manner and therefore in a manner prejudicial to the interests of competition or motor sport in general“.

Consequências? Nenhumas. Porquê? Porque segundo a mesma FIA não se encontraram provas de que a informação tenha sido usada no carro da McLaren.

Ora bem, estamos agora perante um caso raro: um ladrão assalta uma loja, rouba todo o seu conteúdo e leva-o para casa. Dias depois chega lá a polícia e o ladrão vai a tribunal. Chegados a tribunal o juíz declara o ladrão culpado mas não lhe dá sentença porque segundo o ladrão disse na sua defesa: “-Hey, eu roubei mas não usei o que roubei. Eu queria uma Playstation cinzenta mas acabei por roubar uma das pretas. E como não gosto das Playstation pretas deixei-a num canto em casa e nem a usei.“. “-Certo, está livre para ir embora.”. Afinal de contas roubar agora já não é crime.

A notícia da sentença (ou falta dela).
A reacção da Ferrari.

É, sem dúvida, a maior palhaçada que a FIA podia produzir. Parabéns, conseguiram fazer com que me esteja a borrifar para o resto da época.


Comments ( 6 )

  1. ReplyMiguel Cabral
    A McLaren não roubou, copiou, ou seja, pirateou.
    Quando se rouba o conteúdo de uma loja o dono fica sem esse mesmo conteúdo. Neste caso a Ferrari continuou com o conteúdo!! :P
  2. ReplyPaulo Costa
    Não, desculpa, a McLaren roubou conteúdo da sede da Ferrari. E digo roubou porque a Ferrari ficou sem a exclusividade do seu próprio trabalho sendo que a McLaren o obteve de forma ilegal, forma essa que segundo as regras bem objectivas do tribunal da FIA deve ser punido com afastamento do mundial deste ano (com possibilidade de se prolongar o afastamento até ao próximo ano).

    Só que agora roubar afinal compensa.
  3. ReplyPaulo Costa
    Já agora, Miguel, sendo assim é caso para avisar a ASAE. Aparecem lá, confiscam os pc's e ficam com os DVDs... lol
  4. ReplyAbel
    Era de esperar esta sentença! A Mclaren está a ser levada às costas por todos na F1. Primeiro pq tem o Alonso e depois pq tem o 1º negro na F1 e que por sinal é Britanico! Queres um exemplo?

    Em que ano se viu um carro ser retirado da escapatória e colocado em pista? E além disso ser autorizado a ultrapassar todo o pelotão só para não ficar com um volta de atraso??

    Enfim, já se sabe como vai acabar esta época...

    De mestre era a Ferrari retirar-se este ano...
  5. ReplyAnonymous
    A Ferrari é uma merda
  6. ReplyMiguel Cabral
    Eu tava a tripar, é claro que a sentença foi uma aberração.
    Mas a verdade é que a FIA tem de salvaguardar a sua parte. Se a McLaren saísse ia ser uma arromba em termos de assistências, o que significava menos lucro para eles.
    Não penses que estou a defendê-los por terem feito isto, só estou a tentar entender o porquê de terem feito.

    E quando a terem retirado o carro do Hamilton da terra já aconteceu com o Schumacher uma cena do género, só que nessa altura deu polémica.
    Eu sou anti-Ferrari, e pro-Mclaren, mas acima de tudo gosto do desporto e da sinceridade!!