F1
6 Comments

McLaren excluída de 2007 e 2008.

E pronto, a F1 acaba de se arruinar de vez.
Ficou provado hoje que a McLaren usou os dados que obteve ilegalmente de Ferrari e a punição foi a prevista pelos regulamentos, mas como adepto da Ferrari sinto-me triste. Ainda durante o fim de semana comentei com o Eduardo que cá costuma comentar (e dar-me fortemente na cabeça sempre que escrevo sobre F1) que se a McLaren fosse realmente excluída do mundial a F1 entrava em colapso.
Perde-se uma das duas maiores equipas que o desporto tem, perdem-se milhares e milhares de adeptos, perde o negócio da F1.
E com isto não estou a dizer que estou do lado da McLaren, longe disso. Ainda há pouco tempo escrevi aqui que a não punição da equipa era uma anedota total. Estou sim a dizer que enquanto adepto da F1 me sinto triste pelo que está a acontecer, e os mundiais de pilotos e de construtores deste e do próximo ano acabam de perder todo e qualquer sentido.

Fonte: http://www.autosport.com/news/report.php/id/62312

UPDATE: parece que o castigo, segundo diz a BBC, afinal não vai ser bem como noticiou o autosport… agora fala-se na exclusão do campeonato de construtores deste ano (e apenas deste ano) e numa multa de cem milhões de dólares… mas os pilotos não perdem os pontos e podem continuar a disputar este mundial. Se isto for verdade é apenas e só mais uma enorme palhaçada da FIA que teima em enterrar-se cada vez mais fundo. Então vão deixar os pilotos disputar o resto do mundial num carro que acabam de provar que está ilegal?

coisas do caraças
3 Comments

Mas esta é verdadeira.

Daniel Blackner, or Captain Dan the Demon Dwarf, was due to perform at the Circus of Horrors at the festival known for its oddball, offbeat performances.

The main part of his act was for him to appear on stage with a vacuum cleaner attached to his member with a special apparatus.

The attachment broke before the performance and Mr Blackner tried to fix it using extra-strong glue, but unfortunately only let it dry for 20 seconds instead of the 20 minutes required.

He then joined it directly to his organ. The end result? A solid attachment, laughter, mortification and … hospitalisation.

“It was the most embarrassing moment of my life when I got wheeled into a packed A&E with a vacuum attached to me,” Mr Blackner said.

“I just wished the ground could swallow me up. Luckily, they saw me quickly so the embarrassment was short-lived.”

Agora só preciso que me expliquem: quem é que vai ver um circo onde uma das atracções é um anão vestido com um aspirador preso aos genitais?
Cada vez mais gosto de percorrer os jornais australianos. Nem o Crime nem o Diabo tinham notícias deste nível.