Futebol

Soco Lari*

Adormeci aos 25 minutos de jogo, acordei aos 75. Ou seja, não perdi a festa.
É só para dizer que depois de ver as reacções do público à saída de Alvalade é caso para dizer que de bestial a besta bastam mesmo dois jogos. Excepto para quem sempre o teve como uma besta.

*direitos de autor para a mensagem que o Gustavo me mandou no fim do jogo. Eu sei que sempre gostaste tanto do Rocky, perdão, Soco Lari tanto como eu.

PS: E a seguir ao jogo a RTP passa um filme do grande tio Steven Seagal. RTP a passar violência nos ecrãs desde as 9 da noite.

10 thoughts on “Soco Lari*”

  1. Mas que grande comentário que eu deixei no outro post! Safa!
    E estão ali uns erros ortográficos que me partiram o coração. Foi dos nervos.

    Dá-lhes Scolari!

    Fico com uma dúvida. Ainda é crime lesa-pátria criticar o seleccionador ou agora já é aceitável?
    E se o problema fosse o “murro” estava a selecção bem.

  2. p.s.:

    se estiveres interessado em aprofundar o assunto, então podes ler o texto q abaixo reproduzo, originalmente escrito em junho de 2006. daí para cá, muito mais haveria a acrescentar, mas acho que será suficiente para te dar mais algumas pistas…

    “O Scolari até pode ganhar (como o Adriaanse ganhou), mas não me convence. Não gosto da atitude dele, das provocações constantes ao Porto-clube (não ir ver jogos do clube, nem mesmo quando este foi campeão europeu e mundial…) e até Porto cidade! (lembro-te quando um jornalista o enfrentou com uma questão mais embaraçosa, não respondeu, soltando um irónico e sintomático “este é do Porto”, o que até nem era verdade…); das atitudes de superioridade em relação aos portugueses (os pseudo-intelectuais!, os que sem ele não seriam patriotas…); da birra com Vítor Baía (ainda o melhor guarda redes português, a grande distância dos perseguidores…); da não convocação de Maniche e da não utilização de Ricardo Carvalho antes do Europeu quando eram de longe os melhores (mas jogavam no FCP…); o caso Quaresma (sem comentários…); o rebaixamento publico que fez a Agostinho Oliveira, desestabilizando os sub-21 (curiosamente não o vi a reclamar o insucesso destes…); a ridícula e risível convocatória de Quim, 3º guarda-redes do Benfica! (como antes já tinha feito com o guarda-redes do Porto B); o afastamento, por explicar, de Sérgio Conceição; o INSUCESSO do Euro 2004; a vitimização constante quando ainda não provou nada à frente da selecção (ganhar jogos amigáveis ao Kuwait e a Cabo Verde até o Penafiel ganhava, e desceu de divisão; uma qualificação em que defrontamos grandes selecções como Luxemburgo, Andorra e Liechtenstein e mesmo a esses conseguimos dar alento…)…

    Com Humberto Coelho em 96 e Oliveira em 2000 deslumbrávamos meio mundo. Não ganhamos? Os outros foram melhores! É assim o futebol.
    Pior é quando ganhamos sem querer ou perdemos sem perceber porquê.
    A Grécia é melhor que Portugal? Angola é assim tão forte?
    O Cruyff reparou no mesmo que eu…

    Sorte dele que tem jogadores como Figo, Cristiano Ronaldo e Deco (que ELE e depois Parreira não quiseram na selecção brasileira…). Com esses jogadores eu também qualificava Portugal!
    E também conseguia perder com a Grécia…”

  3. caro anonimo:

    parto do principio que sejas um portugues na polonia e n?o um polaco.
    se a 2? hipotese for a verdadeira, est? explicada essa admira?o pela besta.
    se for verdadeira a 1?, ent?o proponho-te um exercicio:

    amanh? sais ? rua e dizes a toda a gente que encontrares que eles s?o uns burros e que lhes vais ensinar a serem polacos. podes inclusive desvalorizar o holocausto porque de polonia percebes tu. n?o precisas de saber uma palavra de polaco, basta que tenhas arrogancia suficiente para falar de cima do pedestal. e um ter?o na m?o tamb?m ajuda.

    tenho a certeza que o minimo que te far?o ? tratarem-te por esse nome cujo significado desconheces.

  4. Como “besta” entendo alguém que é teimoso e casmurro (mesmo quando provado como errado), instigador de guerrinhas absurdas norte-sul (como quando perguntou a um jornalista se era do Porto por este lhe estar a fazer uma pergunta de que não gostava, ao que o jornalista lhe responde “Não, sou de Lisboa” seguido de um “Graças a Deus” do seleccionador) e arrogante.
    São estas as primeiras palavras que me saltam à memória quando se menciona o nome do seleccionador de Portugal. Mas decerto que com um bocadinho mais de esforço de memória me lembrarei de outros atributos que lhe possam ser reconhecidos. :)

  5. pois é paulo, só nós intelectuais, é que já viamos este filme há muito.
    falo do steven seagal, claro, esse ícone, porque os filmes da besta brasuca têm tido o mesmo argumento desde há muito para cá…
    ganha ele 30.000 € para nos prestar a esta vergonha!
    sempre quero ver se a fpf vai ser tão célere a puni-lo como foi com o sá pinto, com o joão pinto, ou mais recentemente com os sub-20 que protagonizaram as lamentáveis cenas do mundial.
    nesse caso eram miudos. aqui trata-se de um campeão do mundo, respeitado e considerado a nível mundial. [claro que não me incluo nos que assim pensa(va)m…]

    para mim, era extradição imediata, largando-o no meio da selva amazónica (com as mãos atadas para não destruir a fauna e a flora protegidos!).
    eu ponho uma bandeira na janela!

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.