Para esclarecer desde já: eu não gosto de ouvir Mika. Não gosto da voz, não gosto das músicas. Não sou obrigado a gostar de tudo o que é música e por isso o Mika fica de fora das minhas preferências. No entanto há quem goste, e isso não me faz a mínima confusão. São simplesmente gostos.
A mim acontecia-me uma coisa estranha quando ouvia o primeiro single “Grace Kelly”: sempre que começava o refrão eu ria. Sim, parecia um maluquinho mas não conseguia evitar… não sei explicar o porquê, não o queria fazer, nem sequer acho a música má ao ponto de dar para rir. Simplesmente aqueles agudos tinham pior efeito em mim do que uma pena a fazer cócegas nas plantas dos pés. Não me acontece com mais música nenhuma (felizmente).
Agora, este post é acerca de uma música que tem rodado que se farta nas rádios e que me basta ouvir uma vez durante o dia para não me sair mais da cabeça (ao ponto de me ter feito pensar “será que eu realmente gosto disto?” ).
Mas a explicação para é simples: os ritmos repetitivos (loops) entranham-se literalmente nas memórias imediatas que temos. E esta “Relax” do Mika é o perfeito exemplo: um ritmo simples e em loop constante.
Só que fiquei sempre com a ideia de que a música não seria original, ou pelo menos que teria uma boa quantidade de samples já conhecidos. A primeira hipótese que me passou pela cabeça é que a Relax teria alguma coisa de Supertramp… depois pensei em Bee Gees… até que hoje ouvi o início da música que vos deixo de seguida.
Agora digam-me lá, o início e o refrão não são iguais? (Esqueçam o tom de voz, foquem só o instrumental). Ou então imaginem o refrão da Relax enquanto ouvem a dos Cutting Crew. Encaixa ou não encaixa? São ou não são os mesmos acordes?

Comments ( 3 )

  1. ReplyEstaline (dimitri costovski)
    Há quase um ano que conheço o album do tipinho da Grace Kelly (sim, porque tenho uma amiga com o mesmo nome e quando vi num cartaz cultural qualquer o nome da música saquei logo o álbum). E fiquei também "vidrado" neste relax, mais até porque me parecia com isto:

    http://www.youtube.com/watch?v=VIyMW-ns52Y

    Enfim... É como se diz: desde os gregos, já nada se cria: reinvena-se apenas!
  2. ReplyEstaline (Dimitri Costovski)
    http://www.youtube.com/watch?v=lyl5DlrsU90&mode=related&search=

    mais este :s o outro é um tanto lá pró... estranho :s
  3. ReplyHerói
    tb ja m tinha apercebido k s tratavam d melodias semelhantes