Anda a circular por essa net fora um vídeo acerca do asteróide 2007 TU24 anunciando um mini Apocalipse. Normalmente não ligo muito a estas tretas dos que anunciam o Apocalipse semanalmente, mas este vídeo para além de já ter uns quantos milhares de visitas já foi referenciado na Fox News (oh, the irony) e tem sido motivo de discussão em inúmeros fóruns e blogs apetrechados de artistas conhecedores do assunto.

Em primeiro lugar, podem ver aqui o vídeo.

Agora vamos por partes:

Começa por dizer que embora as hipóteses de sermos atingidos sejam astrometriapequenas, a verdade é que se sabe pouco sobre o asteróide, mostrando imagens de tabelas de dados em falta do mesmo. Correcto. Esqueceu-se foi referir que isso acontece com a grande maioria dos asteróides recém descobertos e que isso não interfere em nada no facto de já se conhecer com precisão a órbita deste TU24. Gosto particularmente do segundo zoom em que mostra uma tabela onde se pode ler “Precisa de astrometria? Sim.”. Bem, também outros 4 que se podem ver abaixo na imagem precisam e um deles foi descoberto em 2001.. big deal… como se pode ver no primeiro zoom os dados que permitem calcular com 99% de certeza a distância exacta  a que o asteróide vai falharida a Terra até já estão calculados. Os dados de astrometria em falta só permitem fazer pequenos poosíveis ajustes.

Depois mostra uma foto do suposto 2007 TU24 ao lado da Sears Tower de Chicago (em escala), mas esquece-se de referir que afinal a foto não é do TU24 mas sim do Ida, um asteróide cujas imagens são bastante famosas. Depois acho piada ao facto de fazer uma comparação à escala, mas por baixo, na legenda, pode-se ler “tamanho exacto incerto”. Ge-ni-al.

Aos 40 segundos holmesmassivojá refere o cometa Holmes como sendo o maior dos corpos que estavam presentes no sistema  solar durante uns dias de 2007 e ainda comete a barbaridade de dizer que era cerca de 40% mais massivo que o Sol. Ouch… Jovem, assim é complicado levar-te a sério… só para dar uma ideia geral, o cometa Holmes tem um núcleo de aproximadamente 3,5kms de diâmetro. O Sol tem um diâmetro de 1391980 kms. E não falemos de massas, por favor.

 

Também gostei da parte seguinte em que mostra um texto que refere que as trovoadas são resultado de descargas de plasma do nosso sol. Achei giro, achei que era capaz de ser uma boa piada para lançar num stand-up para geeks.

A parte que se segue é das minhas favoritas: Comparar o TU24 com outro asteróide o 2007 WD25 que pode vir a colidir com Marte, referindo que este ao passar perto da Terra “recolheu” iões positivos da nossa magnetosfera. Outra vez: ouch. Esqueceu-se foi de referir que o WD25 passou a cerca de 7,5 milhões de kms da Terra, e que por isso era complicado ter recolhido qualquer coisinha que fosse, nem que tivesse sido para levar como recordação.

E por fim acaba com o discurso apocalíptico de que este TU24 pode causarbenfica terramotos, inundações,  erupções gigantes, um corte de cabelo novo ao Paulo Bento, mais trinta mil  desempregados, o fecho de mais três maternidades e a subida das taxas de juro pelo banco central europeu. E a justificação? “Porque aconteceu há exactamente 100 anos atrás em Tunguska.” Muito bem. Palmas. O problema é que o que aconteceu em Tunguska foi que um corpo atingiu efectivamente a atmosfera da Terra criando uma explosão. O TU24 vai passar a cerca de meio milhão de kms de distância, ou seja, qualquer coisa por volta de 1,5 vezes a distância entre a Terra e a Lua. Há portanto aqui uma diferença maior do que a distância que eu era capaz de percorrer em passo de corrida atrás da Scarlett Johansson, e acreditem que eu era menino para correr bastante.

Aliás, se estivessem assim com tanta vontade de lançar o medo à custa de um corpo que passe perto da Terra já o deviam era ter feito antes… afinal de contas o 2008 AF3 passou mais perto aqui do telhado de minha casa a 13 de Janeiro do que passará este cavaleiro do apocalipse, o TU24.

 

Alguns bons links com referências a esta discussão e aos dados nela envolvidos:

Discussão no fórum do Discovery Channel

Bad Astronomy

Órbita do TU24 em animação à escala, com dados reais.

Órbita do AF23 em animação à escala, com dados reais.

Sobre Tunguska

Imagens de uns quantos asteróides

Wallpaper da Scarlett Johansson

E obviamente que o único link que vocês vão consultar é o último. Pelo menos eu faria o mesmo.


Comments ( 9 )

  1. ReplyLadeira
    Pode ser que a distância seja reduzida em 30% e dê uma pancadinha na Lua. Lá se vão as viagens e os terrenos vendidos por milhões.
  2. ReplyFernando Vasconcelos
    Um novo corte de cabelo para o Paulo Bento era uma benesse para nós Sportinguistas :-) É que fica mal nas conferências de imprensa. É difícil haver concentração no elaborado discurso com aquele penteado ... Achas que dá para lançar uma pedrazita ao ar (com MUITA força) e isso vir a ser um cometa? se calhar com a força da gravidade volta a cair e se for suficientemente próximo de Alvalade obtemos o efeito desejado. O que achas? Ah isto não é o consultório de estética estelar? Desculpa - porta errada vou falar com os jovens do vídeo que têm jeito para estas coisas de criar asteróides virtuais.
  3. ReplyHugo
    Já nos andam a prometer o fim do mundo há muito tempo (é no ano 1000, é no ano 2000, etc etc), começo a ficar desiludido!
    Afinal, é para acabar ou não é?
  4. ReplyEstaline (Rui A. N. Costa)
    g e n i a l
  5. ReplyCardeal Cervejeiro
    A Scarlett... Vou-te contar...
  6. Replyparanoiasnfm
    Sim, sem dúvida, foi a foto da Scarlett onde cliquei. LOL

    Estes cientistas, são mesmo geniais. LOL
  7. ReplyShell
    Mais uma teoria catrastofica!
  8. Replyalf
    Há algumas criaturas à superfície da Terra que sabem a que fenómeno se referem as tradições que já vêm de antes da invenção da escrita e que designam por "fim do mundo".

    Não tem nada a ver com asteróides, como o fim dos dinossaurios também não teve.

    Mas são só muito poucas criaturas e nenhuma o revelará com eventual excepção de uma...
  9. ReplyJosé Barros
    LOOL

    Não fosses tu astrónomo (ou quase... já nem sei onde andas :P) e estaríamos condenados :P

    Gostei particularmente das trovoadas... Bem... há cada ignorante neste mundo...

    Abraço dum físico Pacense amigo :P