música

É quase um mês de atraso, mas não há-de ser nada.

Já lá vai praticamente um mês que os Nouvelle Vague por cá andaram. O concerto no Sá da Bandeira foi bom e fez-me descobrir umas canções “novas” deles como a “Relax”, reacender o gosto por outras como a “Friday night, saturday morning” que já não ouvia há uns tempos largos e ainda ficar com a certeza que as minhas covers favoritas que estas meninas interpretam são as “Human Fly” dos Cramps e a “Bela Lugosi’s…

Continue reading

coisas do caraças música

Where amazing happens

Eu sei que somos poucos por cá (Chino, esta é para ti), mas ainda somos alguns a perder umas horas de sono para ver uns jogos de basket daqueles como só se fazem do outro lado do atlântico. E se há coisa que os tipos fazem bem na NBA para além de jogar é a forma como promovem o desporto.Desde miúdo e da altura em que acompanhava aos sábados à tarde o NBA action que…

Continue reading

música

I like dunking on people.

Se há duas coisas que a Electronic Arts consegue fazer com regularidade ao seu NBA Live elas são: Arruinar a jogabilidade e adicionar bugs absurdos a cada ano que passa. Não, senhores da EA, não são os postes de cada equipa que têm médias de 8 assistências por jogo. Esses são os bases. Ter a melhor banda sonora de todos os jogos de desporto, ano após ano. É certo que sendo um jogo direccionado para…

Continue reading

música

Os Áives

Tal como com todos os outros álbuns dos Hives não sou capaz de ouvir 40 minutos seguidos de guitarradas estridentes. Os Hives são para mim daquelas bandas que se ouvem quando se tem a playlist de todos os nossos mp3 em shuffle.E com este último “Black and white album” volta a acontecer-me o mesmo: não consigo ouvir tudo de seguida sem ficar completamente farto de tanto berro agudo.Não quero com isto dizer que não gosto…

Continue reading

música

E mais outra dose

O Yes de 95 é para alguns o pior álbum de Morphine. Mas só para alguns.Ainda há pouco tempo falava com um tipo que de vez em quando vem aqui ao blogue mandar-me umas alfinetadas (ou é sobre F1 ou sobre futebol… coisas de homem, não é Marquêz?) que é também um adepto de Morphine e ele dizia-me o mesmo: “Não percebo porque é que falam tão mal do Yes”.A explicação que encontramos foi que…

Continue reading

inutilidades música

Porque é que este blog tem o aspecto de estar abandonado?

Existem vários motivos entre os quais alguns que até podem fazer sentido. Outros nem por isso.O primeiro e maior de todos os motivos é: não me apetece escrever.O segundo -e segundo maior de todos; ahah, Sherlock!- é que quando me apetece escrever não tenho tempo/paciência.O terceiro é este, e neste momento é o meu primeiro filho e como tal tenho que lhe dar a atenção devida.O quarto é este.O quinto é este, instalado no quarto…

Continue reading

música

I just Relaxed in your arms tonight

Para esclarecer desde já: eu não gosto de ouvir Mika. Não gosto da voz, não gosto das músicas. Não sou obrigado a gostar de tudo o que é música e por isso o Mika fica de fora das minhas preferências. No entanto há quem goste, e isso não me faz a mínima confusão. São simplesmente gostos.A mim acontecia-me uma coisa estranha quando ouvia o primeiro single “Grace Kelly”: sempre que começava o refrão eu ria.…

Continue reading

música

Já cá faltava

Já cá não partilhava umas musiquinhas há uns tempitos, e como tenho andado a ouvir a banda sonora do Death Proof do Tarantino deixo-vos aqui aquelas que mais têm tocado por aqui. Como em tudo o que seja banda sonora saída de filmes do homem, isto vale a pena ouvir. Então a última… que raio de vício! (Ah, e a foto de baixo é o meu wallpaper por estes dias… sim, eu sei, eu tenho…

Continue reading

música

Beirut

Beirut é o nome de uma banda de Santa Fé – EUA – de que só recentemente ouvi falar. E dos dois álbuns e dos dois EPs que conheço tenho duas músicas em particular que me ficaram gravadas na memória e que partilho aqui para quem ainda não conhece.O género é folk-pop, tem instrumentos tão variados como mandolins, bandolins, tamboris e outros acabados em “is” ou “ins”, e depois de se ouvir o que desta…

Continue reading