F1/fotografia/música
2 Comments

Há aí lugar para mais um?

A F1, se é que ainda se pode chamar F1 àquele desporto, anda uma bagunça. É no que dá ter dois tipos como o Mosley e o Ecclestone à tomar decisões. E a procissão ainda vai no adro visto que para o ano querem fazer daquilo um campeonato de carrinhos de rolamentos.

Por mim, que já não acordo de madrugada para ver corridas e até me esqueço delas como já aconteceu este ano, tanto me faz.

Mas que isto é uma foto brutal, lá isso é. E que só podia ter sido tirada no Mónaco, isso só.monaco

Foto: BBCSports

Roxette – Sleeping in my car

F1
4 Comments

Grande Prémio do Brasil, a hora das decisões…

Bem, já que o artista que criou este blog parece ter tanto ou tão pouco tempo que nem aqui escreve vou eu ter de fazer um post para isto não morrer…não é Sr.Paulo??

Chegamos á ultima corrida da temporada de Fórmula 1 de 2008.
Este ano o mundial de pilotos foi bastante equilibrado com mais do que dois pilotos em disputa pelo título até ás ultimas provas. Chegando à ultima prova temos dois pilotos que ainda têm a possibilidade de serem campeões, Lewis Hamilton (94 pontos) e Felipe Massa (87 pontos).
Com 7 pontos de vantagem, apenas basta a Lewis Hamilton ficar em 5º ligar, caso Felipe Massa ganhe prova. Uma tarefa pouco complicada para o piloto da McLaren que fez uma boa temporada.
Será que este ano a inexperiência vai falar mais alto como no ano passado ou o piloto Britanico já aprendeu com os próprios erros???

Tabela da classificação do Mundial de Pilotos:


Esperamos por domingo para ver o Grande Prémio do Brasil ás 17:00.

F1
2 Comments

E está de volta o espectáculo dos sonhos…(pelo menos do meu)

Este vai ser um post muito curto acerca do grande prémio de domingo passado realizado em Melbourne na Austrália.


Lewis Hamilton (McLaren Mercedes) venceu o primeiro grande prémio do mundial de 2008 ficando em 2º e 3º Nick Heidfeld (BMW) e Nico Rosberg (Williams Toyota) respectivamente.

A corrida foi um pouco estranha pois só 7 carros cortaram a linha da meta. Kimi Raikkonen (Ferrari) apesar de não ter terminado a corrida, ficou em 8º garantindo assim 1 ponto para o mundial de pilotos e o único ponto da a Ferrari para o mundial de construtores uma vez que Felipe Massa desistiu na volta 29 com problemas no motor.

Heikki Kovaleinen acabou por ter azar com a entrada do safety-car pois podia ter conseguído um bom 2º ou 3º lugar e acabou por ficar em 5º.

É de salientar também o bom desempenho dos pilotos estreantes, destacando-se o 7º lugar de Sebastien Bourdais (STR-Ferrari).

Ficam com os resultados finais da prova:


Vamos esperar para ver se a Ferrari vai conseguir estar ao nível da McLaren na próxima corrida ou então vamos ter mais uma corrida solitária para o Hamilton lá na frente e sem concorrência…não é Paulinho???

F1
1 Comment

A brincar, a brincar

Agosto de 1991. Michael Schumacher foi o mais rápido na sessão de testes de hoje em Barcelona. O jovem piloto alemão surpreendeu tudo e todos ao bater todos os “velhos lobos” da F1, cotando-se como o mais rápido em pista na sessão de testes que decorreu hoje no Circuito da Catalunha.

Podia ter sido assim, mas não foi! Contudo, nas palavras pouco muda! A data é actual, dezasseis anos mais tarde da “acção” fictícia, e não se pode falar em surpresa, muito menos um jovem piloto a bater “velhos lobos”. Foi precisamente o contrário!

Na verdade, o que se viu hoje em Barcelona foi um heptacampeão do Mundo, após um ano na reforma, voltar a sentar-se num cockpit dum F1, onde, claro está, não deixou os seus créditos por mãos alheias mostrando que quem sabe nunca esquece. Foi o mais rápido no primeiro dia de testes, que decorrem a partir de hoje do circuito da Catalunha.

@ Autosport

Quem sabe nunca esquece… E o Coulthard, outro “velhadas” até acha que:

“Parece que ele tem talento. É capaz de chegar à F1.”

Eu também acho que sim. O problema é que ele fartou-se de ganhar e já não tem paciência para essa vida.

F1
3 Comments

Queriam F1? É? Queriam mesmo?

Ok. Então enquanto o youtube não apagar o vídeo fiquem lá com uma das melhores coisas que a F1 produziu nos últimos anos.

E no fim da corrida, quando entrevistados em conjunto, Massa e Kubica riram-se desta última volta dizendo que tinham tido imenso prazer em fazer isto e que gostavam de repetir. Estiveram bem melhor do que outros que por muito menos acusam o resto do mundo de estar contra eles… (sim, eu também mando piadas destas para picar os adeptos do Alonso. Mas é só de vez em quando, quando estou bem disposto.)

F1
2 Comments

GTA F1

Já se pode ler no autosport o documento com as provas que levaram à condenação da McLaren “equipa” mas não aos pilotos.
E para quem quer uma versão reduzida e traduzida de alguns elementos é possível ler aqui no record de hoje.

A 25 de Março, De la Rosa envia um email a Alonso com as informações de distribuição de peso dos carros da Ferrari para o GP da Austrália.

O bicampeão responde: “Esta distribuição de peso surpreende-me. Não sei se é 100% por cento fiável, mas pelo menos chama a atenção.”

Segue-se a resposta de de la Rosa: “Toda a informação da Ferrari é muito fiável. Veio de Nigel Stepney, antigo mecânico-chefe deles. Ele é a mesma pessoa que nos disse na Austrália que Kimi (Raikkonen) iria parar na volta 18. Ele é muito amigo do Mike Coughlan, nosso designer-chefe, e disse-lhe isso.”

Agora alguém me diga como é que é possível deixar que os pilotos saiam completamente impunes disto. É inacreditável. E entre Hamilton e Alonso vai-se decidir o campeão do mundo deste ano… assim vai a F1.

F1
6 Comments

McLaren excluída de 2007 e 2008.

E pronto, a F1 acaba de se arruinar de vez.
Ficou provado hoje que a McLaren usou os dados que obteve ilegalmente de Ferrari e a punição foi a prevista pelos regulamentos, mas como adepto da Ferrari sinto-me triste. Ainda durante o fim de semana comentei com o Eduardo que cá costuma comentar (e dar-me fortemente na cabeça sempre que escrevo sobre F1) que se a McLaren fosse realmente excluída do mundial a F1 entrava em colapso.
Perde-se uma das duas maiores equipas que o desporto tem, perdem-se milhares e milhares de adeptos, perde o negócio da F1.
E com isto não estou a dizer que estou do lado da McLaren, longe disso. Ainda há pouco tempo escrevi aqui que a não punição da equipa era uma anedota total. Estou sim a dizer que enquanto adepto da F1 me sinto triste pelo que está a acontecer, e os mundiais de pilotos e de construtores deste e do próximo ano acabam de perder todo e qualquer sentido.

Fonte: http://www.autosport.com/news/report.php/id/62312

UPDATE: parece que o castigo, segundo diz a BBC, afinal não vai ser bem como noticiou o autosport… agora fala-se na exclusão do campeonato de construtores deste ano (e apenas deste ano) e numa multa de cem milhões de dólares… mas os pilotos não perdem os pontos e podem continuar a disputar este mundial. Se isto for verdade é apenas e só mais uma enorme palhaçada da FIA que teima em enterrar-se cada vez mais fundo. Então vão deixar os pilotos disputar o resto do mundial num carro que acabam de provar que está ilegal?

F1
6 Comments

A palhaçada do ano.

Podia vir do Alberto João, não seria de admirar. Podia vir do Portas, não seria de admirar. Podia vir de muitos lados mas não estava à espera que viesse do tribunal da FIA…

A história é a seguinte:
Desde o início desta época que um engenheiro da Ferrari passou a um engenheiro chefe da McLaren informação confidencial (um pequenino dossier digitalizado que ao todo tem “apenas” 780 páginas de informação sobre o carro da Ferrari e os desenvolvimentos de que será alvo durante esta época). A isso chama-se espionagem industrial e está expressamente proibido no artigo 151c do International Sporting Code tendo como sanções previstas o afastamento da equipa que promove a espionagem do campeonato em curso com possível agravamento da pena para o ano seguinte.

A Ferrari descobriu, despediu o engenheiro e pediu à FIA que actuasse.
A McLaren, para se tentar livrar de confusões suspende o seu engenheiro.
A FIA leva o caso ao seu conselho de justiça (FIA World Motor Sport Council).
Hoje mesmo decorreram as audições à defesa da McLaren.
Resultado? Agora é que vem a parte gira…

A McLaren é considerada responsável e culpada por infringir o artigo acima referida e incorrer naquilo a que a FIA declarou no seu documento oficial como sendo a fraudulent manner and therefore in a manner prejudicial to the interests of competition or motor sport in general“.

Consequências? Nenhumas. Porquê? Porque segundo a mesma FIA não se encontraram provas de que a informação tenha sido usada no carro da McLaren.

Ora bem, estamos agora perante um caso raro: um ladrão assalta uma loja, rouba todo o seu conteúdo e leva-o para casa. Dias depois chega lá a polícia e o ladrão vai a tribunal. Chegados a tribunal o juíz declara o ladrão culpado mas não lhe dá sentença porque segundo o ladrão disse na sua defesa: “-Hey, eu roubei mas não usei o que roubei. Eu queria uma Playstation cinzenta mas acabei por roubar uma das pretas. E como não gosto das Playstation pretas deixei-a num canto em casa e nem a usei.“. “-Certo, está livre para ir embora.”. Afinal de contas roubar agora já não é crime.

A notícia da sentença (ou falta dela).
A reacção da Ferrari.

É, sem dúvida, a maior palhaçada que a FIA podia produzir. Parabéns, conseguiram fazer com que me esteja a borrifar para o resto da época.

F1
1 Comment

Mais vale tarde que nunca

A corrida já lá vai, mas ainda assim acho que se vai a tempo dizer umas coisitas rápidas:
  • Ao contrário do que foi repetido exaustivamente na Sporttv, não creio que de um momento para o outro a Ferrari tenha ganho supremacia sobre a McLaren. Creio, isso sim, que a pista de Magny-Cours é favorável aos carros italianos e às suas características (maior distância entre eixos, por exemplo). Em Silverstone já me parece que vamos ter as duas equipas muito iguais. Assim como me pareceu que se estava a sobrevalorizar a vantagem da McLaren em relação à Ferrari nas corridas no continente americano também me parece pouco sensato dizer que no espaço de 8 dias a Ferrari conseguiu recuperar meio segundo de atraso em relação à equipa inglesa e ainda a ultrapassou por outro meio segundo. Cada pista é diferente da anterior e os detalhes de cada carro e de cada prova são o que fazem a real diferença entre as equipas.
  • Hamilton fez o que pôde, Alonso fez mais do que pôde. Mas foi bonito (e talvez a única coisa de interesse real na corrida) ver as suas lutas com Heidfeld e Fisichella. Com o Heidfeld conseguiu mesmo uma ultrapassagem ao fim de umas quantas voltas de tentativas, mas foi uma ultrapassagem que lhe valeu umas belas reprimendas por parte dos outros pilotos do “debriefing” final do fim de semana. Enquanto que os nossos comentadores elogiavam a ultrapassagem, por fora num dos “S” rápidos da parte interior do circuito, eu só pensava que se Heidfeld não tem cortado a chicane e seguido em frente tinha havido ali um problema jeitoso. E pelos vistos os outros pilotos também acharam o mesmo para terem ficado furiosos com o espanhol. Se ninguém passa ali por algum motivo é e o Alonso devia saber isso muito bem. Ainda assim, pela corrida emotiva que fez e pelo ritmo que demonstrou quando estava “livre” de pilotos mais lentos, acho que merecia um lugar mais alto na classificação final.
  • O Kimi decidiu não beber antes da corrida e acabou por se sair bem. Foi da maneira que pôde beber no fim (a maneira como ele se agarra à garrafa de champanhe no pódio até assusta).
  • Os Honda lá fizeram um pontinho. Já podem ir para casa descansados.
  • Se o realizador francês se dignasse a filmar o pelotão que seguia lá para trás a corrida era capaz de ter tido bastante mais interesse.
Este fim de semana há mais.

_____

Agora uma coisa gira para aqueles que gostam de acusar a Ferrari de ao longo dos anos ter sido constantemente beneficiada pela FIA, de fazer “batotas”, etc…

Resumidamente: a McLaren fazia (até agora) espionagem e sabotagem na Ferrari através de subornos a um dos seus engenheiros principais. Ok, se fosse a Ferrari a fazer isso cairia o Carmo e a Trindade, como é a McLaren não vejo indignação em lado nenhum. É… parece-me bem.

F1
3 Comments

Indianapolis, a afirmação.

E tal como se previa, a Mclaren fez mais uma dobradinha com Hamilton a vencer o seu segundo grande prémio do campeonato afastando-se ainda mais do Fernando Alonso no mundial de pilotos e mostrando assim que é o piloto com mais condições de lutar pelo 1º lugar no final.

A Ferrari voltou a desiludir apesar de ter sido bonito ver naquelas ultimas voltas o Kimi e o Massa a disputarem o 3º lugar voltando também o Kimi a desiludir e a ficar mais uma vez atrás do seu companheiro de equipa, confirmam assim que nem vale a pena pensar que vão fazer alguma coisa este ano…
Kovalainen que está a sentir o seu lugar na equipa em risco, depois de uma boa qualificação em 6º conseguiu terminar a corrida em 5º á frente do Fisichella que terminou em 9º.
Webber conseguiu levar o seu monolugar até ao fim em 7º, Coultard desistiu na primeira volta devido a problemas no carro.
Nick Heidfeld depois de mais uma boa qualificação em 5º lugar e de estar a fazer uma boa corrida abandonou com problemas hidráulicos enquanto Vettel que substituiu Kubica conseguiu um ponto para a BMW ficando em 8º lugar.
Trulli conseguiu arrancar e cortar a meta em 6º lugar enquanto que Ralf Schumacher mostra que é tal e qual o irmão e nem deu uma volta.
Mais uma vez a Super Aguri-Honda a ficar á frente da Honda com Davidson em 11º á frente de Button, os respectivos companheiros não terminaram.

Fica a tabela com os resultados finais da corrida e do mundial de pilotos:
Mundial de Pilotos: