Futebol
1 Comment

A saga Coveiro

Pode-se ler hoje no Record:

O seleccionador nacional José Couceiro não vê por que há-de abandonar o cargo, mesmo depois dos maus resultados que obteve no Europeu de Sub-21 e no Mundial de Sub-20.

“Não vejo motivos para isso acontecer. Os Sub-21 não foram tão longe como todos gostaríamos, mas ainda assim fizemos a terceira melhor classificação de sempre da selecção. Quanto aos Sub-20, evidentemente que saímos mal. Mas atingimos o objectivo que tinha sido traçado, que era chegar aos oitavos-de-final”, frisou o técnico.

E quanto ao caso de indisciplina para com o árbitro disse ainda que:

“pode haver atenuantes” -“Naquele momento Portugal estava à procura do golo do empate. Qualquer acção para queimar tempo, beneficia sempre a equipa adversária”


Eu confesso que tinha votado no Luís Campas ali à esquerda, mas já que aquilo deixa mudar o voto…

Futebol
2 Comments

Antes vs Depois

À partida para o Canadá, Madaíl repara que é preciso que os jovens portugueses «saibam honrar a camisola da Selecção» e que «saibam ganhar, mas também que saibam perder», avisa o líder federativo. Quanto às expectativas para a participação portuguesa no Mundial, não há objectivos mínimos definidos, até depois de o torneio de Toulon ter corrido tão mal e de Portugal ter falhado todas as metas a que se tinha proposto no Europeu de sub-21 na Holanda.

Madaíl repara que Portugal «é das poucas Selecções apuradas para o Mundial de sub-20 que também esteve no Europeu de sub-21 e vai também ao Europeu de sub-19». Por isso, é preciso colocar a equipa «a esse nível, com ambição de fazer uma boa campanha», aponta simplesmente o presidente da FPF.

Depois:
Mas há que compreender o Zéquinha. O rapaz deve ter pensado que “ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão”. Só faltou a parte de estarmos realmente a sermos roubados.
Ou melhor, até estavamos mas não pelo árbitro. Eu sou da opinião que os dirigentes da FPF responsáveis por meter o homem que desgraçou o Alverca e Belenenses, que deu a machadada final numa das piores épocas de que há memória no FCP dos últimos 20 anos e que conseguiu ter a coragem de dizer que a vergonha que foi a participação no europeu de sub-21 há um mês atrás foi “positiva”, esses sim, essa gente capaz de escolher o Coveiro a seleccionador das camadas jovens é que roubou indecentemente Portugal. Diria mesmo que mais do que roubar, foi como se lhe tivesse tirado os três sem avisar e não tenha deixado um número de telefone na mesinha de cabeceira na manhã seguinte.

__
PS: Pronto, aproveitando uma das novas mariquices que o Blogger oferece criei ali de lado uma sondagem que fica durante uma semana por cá e que servirá para tirar de uma vez por todas as dúvidas sobre qual o maior deus do futebol nacional dos últimos anos.

Futebol
12 Comments

Como pensar que se faz um bom negócio num negócio de merda.

Vi agora mesmo a notícia que dá o Anderson como vendido (confirmado) no ManUtd por uma verba que vai estar entre os 20 e os 25 milhões de euros.
Não tardará e surgirão também as primeiras declarações de gente ligada ao Porto dizendo que era um negócio que não se podia recusar.

Desculpem lá, mas podia sim senhor. Porque não consigo perceber as vistas curtas desta gente que está à frente do Porto. Porque 20 milhões pode parecer muito agora, mas daqui a 2 anos o Anderson valerá muito mais. Porque a vender os nossos melhores jogadores nunca conseguiremos construir uma equipa capaz de voltar a vencer na europa, capaz de ter imagem que venda no mundo inteiro, capaz de nos fazer ter épocas consecutivas de grande lucro na Champions. Dois anos de boas campanhas na liga dos campeões rendem bem mais do que os 20 milhões a pronto. E estes três últimos factores que falei, e que só podiam ser atingidos mantendo os melhores jogadores jovens do clube deixando-os desenvolver em conjunto e tendo-os no plantel quando estiverem no pico das suas capacidades, estes três factores seriam mais do que suficientes para ter um Porto auto-suficiente e sem necessidade de venda de jogadores como Anderson.
Mas não. Venda-se o Anderson e com o dinheiro vá-se à Argentina e ao Brasil observar vedetas da segunda divisão distrital do campeonato de Minas Gerais, contratem-se por anos uns 15 ou 16 desses gajos, tragam-nos para cá para ao fim de 3 meses estarem a ser despachados para rodar novamente no Brasil tendo o Porto que suportar com os seus ordenados. Construa-se novamente um plantel recheado de jogadores pouco mais que medianos, capazes de ganhar esta nossa liga de treta, é verdade, mas incapazes de fazer mais do que ter uma ou duas vitórias no grupo da Champions (passar o grupo já é uma vitória). Continue-se a estourar o dinheiro nestas contratações que enchem os bolsos a muito boa gente da SAD à custa das comissões (escusam de olhar assim para esta frase… até parece que estou a dizer alguma coisa que não se saiba) para se ter os adeptos a sofrer nas bancadas com as exibições medíocres dos jogadores medíocres que enchem as primeiras páginas dos jornais, em vez de usar esse mesmo dinheiro em renovações de contratos que permitam aos melhores jogadores permanecer em Portugal. Continue-se a fazer negócios destes, acreditando que foi um grande negócio.

Vistas curtas, absurdas e que continuam a castrar o nosso futebol.
E o que digo aqui acerca do Porto aplica-se também à venda do Nani por parte do Sporting.

______

Ok, 25 milhões pelo Nani é capaz de não ter sido mau. Partilho da opinião que tenho lido dos Sportinguistas: se fosse o Moutinho eram capazes de ter ficado mais aborrecidos.

Futebol
14 Comments

Porque houve quem acreditasse.

Porque há dias que marcam os clubes, este domingo, 20 de Maio de 2007 ficará certamente gravado a letras de ouro na já rica história do S.C.Freamunde.
Depois de um início atribulado de época com resultados que teimavam em ser negativos o Freamunde começou uma reviravolta incrível na tabela classificativa da segunda divisão, série A. Quando se encontrava junto à linha de água e a 13 pontos do primeiro classificado não esperava que pudesse vir a festejar uma subida de divisão. Não tenho qualquer problema em admitir que não tinha qualquer esperança em ver no fim da época as ruas de Freamunde cheias de pessoas que entoavam o nome dos jogadores, autênticos heróis.
Creio que só comecei a acreditar no milagre, ou melhor, a ter uma pontinha de esperança após a vitória caseira sobre o Pontassolense, então 1ª classificado e que deixou o Freamunde a apenas 3 pontos da vitória na sua divisão. E essa vitória chegou apenas no último minuto do último jogo em Bragança.
Com a subida à Liga Vitalis dependente da disputa directa com o União da Madeira, clube que construíra uma equipa que desse garantias de subida certa, mais uma vez os jogadores do Freamunde demonstraram que no futebol existe muito mais que o factor monetário para decidir jogos. E foi com um empate na Madeira e com uma vitória sofrida e já no prolongamento, no nosso estádio repleto, que ficou tudo resolvido.
O Freamunde sobe à Liga Vitalis e os nossos jogadores gravaram os seus nomes no livro de melhores momentos de sempre no clube.

A festa durou até às tantas, as gargantas só pararam muito após a voz se ter perdido entre tantos cânticos. A cidade encheu o peito e gritou bem alto o seu orgulho.

O vídeo que se segue é uma compilação de 10 minutos de momentos que fui gravando ao longo do dia, e se a qualidade de som é pior que má (por algum motivo a minha máquina é fotográfica e não de filmar) estou certo que para quem viveu este domingo entre as ruas, o estádio e o Gardens o vídeo vale por muito mais do que a imagem e o som (ou ruído, se preferirem).

E que bem que sabe abrir blogs como este, que são visita diária, e que não se esquecem de nós.

Obrigado S.C.Freamunde.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=WD3C0pliFoc]
coisas do caraças/Futebol
3 Comments

Mais uma obra de arte

Já cá não tinha uma capa dos jornais desportivos há algum tempo, e depois de ver a capa de hoje do Record achei que estava na hora de voltar a agraciar os senhores que fazem estas primeiras páginas com rasgados elogios.

Quem tem a coragem de meter uma ovelha com o símbolo do Espanhol como etiqueta na orelha na capa de um jornal diário nacional merece tudo de bom. Porque quem faz uma coisa destas contribui inegavelmente para um dia bem disposto de quem gasta 75 cêntimos para poder emoldurar esta obra de arte para a posteridade:

coisas do caraças/Futebol
5 Comments

Na Lâmpada Azul

Um post de hoje, no Lâmpada Azul, referia um blog da claque do Paços de Ferreira que fazia alusão ao jogo de juvenis que hoje opunha Paços e Freamunde em Paços…
Tive curiosidade em ir ver o que lá se escreveu acerca do jogo antes deste começar.
Gostei desta passagem:

…os juvenis do PAÇOS vão defrontar uns capoezitos espanhois

Resultado de hoje de manhã:
FCPF 0-2 Freamunde.

Que é que isto significou? Que o Freamunde acaba de passar à segunda fase do campeonato.

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
coisas do caraças/Futebol
0 Comments

Frustração

É o que deve sentir o adepto do Tottenham que tentou agredir o Lampard no fim do Tottenham-Chelsea da passada terça-feira.
Quando, no fim do jogo, os jogadores do Chelsea festejavam a vitória no relvado, entrou em campo um adepto que se dirigiu em corrida ao Lampard para o tentar agredir.

Só que falhou redondamente. Não só não conseguiu aviar o murro pretendido como foi logo ao chão e ainda levou umas patadas do Drogba. O que não faltou vou vídeos no Youtube a mostrar a cena, só que em todos eles a câmara era uma que estava no relvado e onde a cena se passa “por trás” do Mourinho. Ou seja, não se via nada. Até que hoje, finalmente, vi o vídeo de outro ângulo.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=b1J8C2T9MHI]

Agora pergunto-me: um gajo que tem a coragem de invadir um campo de futebol inglês, que vai com a moral toda de ir espancar um gajo com o cabedal do Lampard, que se arrisca a enfiar no meio de mais de uma dezena de jogadores do Chelsea… como é que o gajo não tem vergonha de ir mostrar a toda a gente a maneira apaneleirada de dar murros que tem?

Futebol
5 Comments

A luta continua!

Pelo menos a luta entre os jornais desportivos.
A mais recente dessas lutas é a que travam para decidir qual dos artistas que faz as capas dos seus jornais é mais imbecil.
Hoje ganhou a d’O Jogo, e de longe.
Sem mais palavras, senhores e senhoras, a capa do jornal O Jogo do dia 14 de Março de 2007 (edição do Norte):
Futebol
8 Comments

Record, esse pasquim de qualidade.

E já que estou numa de escrever sobre futebol, aqui vai a capa do Record que qualquer um de nós teve possibilidade de comprar durante o dia de hoje:
Ontem o Porto jogou com o Chelsea para os oitavos de final da Champions, mas que raio é que isso interessa quando o Sporting é capaz de comprar um gajo de 19 anos? Mete-se lá em cima uma linha de texto, uma foto do Quaresma no canto, e chega!

O que eu gostava de conhecer pessoalmente os génios que fazem estas pérolas…