Uncategorized

Claques

Uma claque não devia servir para ver o seu líder conduzir Porsches. Não devia servir para manchar o nome do clube. Não devia servir para fazer pressão sobre as decisões da administração do clube…

Uma claque devia ser sempre, e sempre só assim:

<br>

Powered by Castpost

Já agora, isto é o que eles cantam:

Hay Che Bostero
Vos sos ortiba

Vos sos amigo

de la policia


En Mar del plata

no te plantaste

con los Borrachos

Como Cobraste

Sos cagon, sos cagon,
sos cagon, sos cagon,
Sos cagon, sos cagon,

sos cagon, sos cagon.

Quem tiver curiosidade, que traduza num desses dicionários on-line que por aí andam à solta.

2 thoughts on “Claques”

  1. També conhecia essa curiosidade sobre o La bombonera.
    E a rivalidade River vs Boca é como que uma rivalidade ricos vs pobres… pelo menos foi assim que nasceu. O River era o clube dos mais abastados da cidade e comprava os melhores jogadores do país… o Boca ía buscar jogadores à rua… miúdos que dessem uns toques na bola, como um tal de Maradona.
    No entanto, o meu clube favorito da Argentina continua a ser o River… sempre simpatizei com a equipa e já por lá passaram alguns dos jogadores argentinos de que mais gosto.

    E falas bem quanto à violência no futebol de lá… Aquilo distribui-se navalhadas como quem distribui preservativos no carnaval do Rio…

  2. Felizmente parece que vamos começar a correr com esse tipo nocivo de claques. Eu quero acreditar que sim. Querem cantar pelo clube, honrem-no.

    Belas imagens mas atenção que na Argentina também há violência de da grossa, daquela que nos faz parecer uns meninos de coro. Seja como fôr adorava um dia assistir a um derby argentino, daqueles que se jogam à meia-noite. Há tempos vi um documentário sobre o Boca Juniors onde mostravam o Estádio Alberto J. Armando, vulgo La Bombonera. Parece que o estádio foi construído por forma a permitir (senão ruía!) uma oscilação de vários centímetros – o chamado “latido” de La Bombonera – e que é, inclusivé, usada para intimidar os adversários menos habituados.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.