Uncategorized

DFA 1979

Vinha eu descansadinho a conduzir e a ouvir em repeat a Bad Timing de dEUS enquanto pensava: ora aqui está uma boa músiquinha para meter no blog.
Ouvi a música, sem exagero, umas 10 vezes enquanto ía e vinha do Porto… para quem me conhece, sabe que não é nada de estranho em mim ouvir repetidamente a mesma música até perceber cada sílaba da letra.
E chego eu a casa, janto descansadinho, vejo o Chelsea a ficar para trás na liga dos campeões, levanto-me, lavo a dentadura, venho ao pc, vejo os mails, alguns blogs, abro o castpost, abro entretanto o foobar, carrego no play ao calhas em cima da playlist e decido: “…sa foda”, afinal já não meto nada dEUS.

Em Agosto passado, mais ou menos a meio do mês, estava eu aos saltos, encostado às grades que separam o relvado de Paredes de Coura do palco principal onde actuavam dois canadianos.
Um deles saltava enquanto tocava bateria, o outro tentava saltar enquanto simultaneamente tentava aguentar-se em pé e ainda tocar baixo.
Os Death From Above são uma das minhas bandas punk favoritas e um dos motivos mais fortes (a par com Arcade Fire e Pixies) que me levaram a Paredes de Coura.
Apenas dois tipos conseguem fazer uma parafernália de sons que faz inveja a muitos quintetos todos artilhados de instrumentos. O baixo berra, faz solos, imita coros de guitarras. A bateria parece não uma mas um conjunto de zés pereiras que não se cansam de rasgar peles. E o tipo ainda tem pulmão para cantar ao mesmo tempo.
O concerto de abertura de Paredes de Coura não podia ter sido melhor, ainda com pouca gente no relvado, sol bem alto… ou seja: apenas quem queria mesmo ouvir DFA1979 lá estava.
Ficam-me marcadas umas quantas imagens, os comentários entre músicas, as conversas com o público e sobretudo o fabuloso ambiente intimista que fazia aquilo parecer tudo menos um festival. O festival dos DFA1979 foi um completamente distinto.

Fiquem com umas fotos (cliquem para ampliar) e com a Blood on our Hands.

Image Hosting by PicsPlace.toImage Hosting by PicsPlace.toImage Hosting by PicsPlace.to

Death From Above 1979 – Blood on our hands

Powered by Castpost

I’m leaving while you turn away
In the basement that’s where I’m gonna stay
There is blood in all the things I say
Will you hate me if I stay this way

From the bedroom where we’re running from
There’s a sequel to the things I’ve done
You’re a woman we both know it’s true
But the things that I’ve done to you

There is blood on the shoes you wore
from the paper you were stepping on
There is blood in all the things you say
I won’t hate you if you go away

There is blood on our hands again
From the bedroom is where we will
bring it back to the start again
bring it back to the road again

There is blood on our hands again
From the bedroom is where will
Bring it back to the road again
Bring it back to…

From the bedroom where we’re running from
There’s a sequel to the things I’ve done
You’re a woman we both know it’s true
But the things that I’ve done to you

There is blood on our hands again
From the bedroom is where we will
bring it back to the start again
bring it back to the road again

There is blood on our hands again
From the bedroom is where will
Bring it back to the road again
Bring it back to…

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.