Uncategorized

Gémeos

Que o nosso sol (na foto em cima) era uma estrela “comum” já se sabia. Não se sabia é que a apenas a 126 anos-luz, e ali na zona da ursa-maior (quando se olha para cima), existia um gémeo seu.
Com pouco mais de 4 mil milhões de anos (pouco mais nova que o sol), a HD98618 é apenas a segunda estrela “gémea” do sol descoberta até hoje (a outra é uma tal de Scorpii18, descoberta à cerca de 10 anos). A sua idade, tamanho, massa, temperatura e composição química parecem ser uma fotocópia com muito poucas imperfeições.

E o que é que isto também pode implicar? Que com uma pitada de sorte existem ali à volta uns quantos planetas… E se a HD98618 tem tantas semelhanças com o nosso sol, então a possibilidade de existir um planeta com características semelhantes à Terra também não é de excluír.

Mas estas descobertas não servem apenas para nos fazer apontar os telescópios para aqueles lados à procura de alguém que nos diga “Olá” a 128 anos-luz… As descobertas de gémeos solares são ideais para a calibração absoluta de instrumentos de medição, e para além disso dão informações precisas, por exemplo, sobre fenómenos solares que podem influenciar mudanças climáticas no nosso planeta.

Podem ler mais aqui.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.